Veículo

UOL
Em 2020: 164 notícias
Desde 1995: 1222 notícias

Pesquisadores desenvolvem testes rápidos para detecção de COVID-19

Publicado em 16 abril 2020
Repercussão de notícia produzida pela Agência FAPESP sobre iniciativas no Estado de São Paulo que buscam alternativas para aumentar o número de diagnósticos da COVID-19 no Brasil. Grupos de estudo que desenvolveram testes rápidos e baratos para zika e outras doenças virais procuram adaptar modelos para a detecção do novo coronavírus. No Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (ICB-USP), pesquisadores estão desenvolvendo testes de tira para detectar, em 15 minutos, se o vírus causador da doença está na secreção do nariz ou da garganta do indivíduo. O estudo foi aprovado pela FAPESP no âmbito do edital “Suplemento de Rápida Implementação contra COVID-19”. No Centro de Pesquisa para o Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), um dos CEPIDs financiados pela Fundação, um sensor eletroquímico está sendo criado para identificar a infecção pelo SARS-CoV-2 também nos primeiros dias da doença. Outro trabalho, que vem sendo realizado na Unesp, campus de Botucatu, utiliza uma estratégia com nanopartículas de ouro para identificar em 15 minutos a presença de anticorpos para o novo coronavírus na saliva ou outra secreção do paciente. O grupo de pesquisadores do ICB-USP está desenvolvendo outro tipo de testagem, cujo resultado sai em quatro horas e precisa ser realizado em hospitais ou centros de análises clínicas