Notícia

DCI

Supercomputador local custa 30% do importado

Publicado em 26 setembro 2002

Por Fabiana Pio
Um supercomputador gráfico estará a partir de agora ao alcance de empresas médias. Com tecnologia 100% nacional ele foi desenvolvido pela Itautec e deve ser vendido por cerca de R$ 300 mil. Um similar importado custa mais de US$ 1 milhão. O supercomputador permite, por exemplo, que pequenos escritórios de arquitetura visualizem detalhes da decoração de um apartamento virtual em três dimensões (3D). A visualização de imagens em três dimensões já pode ser conferida, na prática, na primeira Caverna Digital em operação na América Latina. De acordo com Roseli Lopes, professora do Laboratório de Sistemas Imegráveis (LSI) da Universidade de São Paulo (USP), a Caverna Digital pode ser utilizada para o desenvolvimento de protótipos de automóveis e aviões, e também na simulação de túneis de vento. Segundo a professora, é possível reduzir em 30*2 os custos de construção de um edifício com o uso da tecnologia 3D nos projetos das incorporadoras.