Notícia

Envolverde

Prêmio Personalidade Ambiental

Publicado em 14 outubro 2009

A grande contribuição científica para a compreensão do aquecimento global e os impactos das alterações climáticas na Amazônia é a razão pela qual o Dr. Carlos Nobre é o escolhido para receber a 2ª edição do Prêmio WWF-Brasil Personalidade Ambiental.

Dr. Carlos Nobre é pesquisador-titular e coordenador do Centro de Ciência do Sistema Terrestre do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Ele será agraciado na noite desta terça-feira (13/10) durante a passagem da Expedição Darwin pelo Rio de Janeiro, a bordo do veleiro Clipper Stad Amsterdam, atracado no Pier Mauá. A expedição refaz a viagem que o naturalista Charles Darwin fez pelo Hemisfério Sul, no século XIX.

Além de pesquisador do INPE, o Dr. Carlos Nobre exerce a secretaria-executiva da Rede Brasileira de Pesquisas sobre Mudanças Climáticas (Rede CLIMA), a coordenação-executiva do Programa FAPESP de Pesquisa em Mudanças Climáticas Globais, e é presidente do Comitê Científico do International Geosphere-Biosphere Programme (IGBP).

O Dr. Carlos Nobre foi também um dos autores do Quarto Relatório de Avaliação do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) que, em 2007, foi agraciado com o Prêmio Nobel da Paz, juntamente com o ex-vice-Presidente dos Estados Unidos, Al Gore.

Recebeu, em 2007, o Prêmio da Fundação Conrado Wessel, na área de Meio Ambiente. Em 1991, ele formulou a hipótese pioneira da savanização da Amazônia por conta do aquecimento global, que hoje é referência importante em todo o mundo.

Entregue a cada dois anos, o Prêmio WWF-Brasil Personalidade Ambiental é concedido a uma pessoa reconhecida por seu trabalho pela conservação da natureza e pela promoção do desenvolvimento sustentável no nosso País. A primeira edição do prêmio foi entregue a então ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.