Notícia

Envolverde

Português e mandarim

Publicado em 22 dezembro 2010

Agência FAPESP - A Universidade Estadual Paulista (Unesp) assinou um acordo de cooperação com o Instituto de Estudos Latino-Americanos da Academia Chinesa de Ciências Sociais (CASS). Diversas obras dos dois países serão traduzidas para a língua portuguesa e para o mandarim.

Um dos trabalhos já em andamento é Desafios Brasileiros na Era dos Gigantes, do diplomata Samuel Pinheiro Guimarães, que será publicado pela Editora Unesp e pela editora da CASS.

A cooperação foi assinada durante a 5ª Conferência dos Institutos Confúcio, órgãos vinculados ao governo da China para a divulgação da cultura chinesa em universidades estrangeiras, ocorrida entre os dias 9 e 12 de dezembro em Pequim (China).

Durante o evento, a Unesp foi distinguida com o prêmio Instituto Confúcio do Ano. A universidade inaugurou em 2008 uma sede do Instituto Confúcio, em parceria com a Universidade de Hubei, na China, cujo objetivo é promover o intercâmbio cultural sino-brasileiro, fomentar o ensino do mandarim e auxiliar na compreensão da China contemporânea.

Participaram da conferência 322 universidades estrangeiras que contam com um Instituto Confúcio e cerca de 200 universidades chinesas responsáveis pelo funcionamento desses órgãos, em 96 países. A Unesp é a única instituição do Brasil a manter o instituto chinês.

A sede do instituto fica no Centro de São Paulo e há outras seis salas de aulas em funcionamento espalhadas pelos campus de Marília, São José do Rio Preto, Araraquara, Guaratinguetá, São José dos Campos e Assis.

Mais informações: http://www.unesp.br

(Envolverde/Agência Fapesp)