Notícia

Veja online

Deonísio da Silva: Rá-tim-bum: É hora, é hora, é hora

Publicado em 23 abril 2017

Por Augusto Nunes
Não foi só o sanduíche bauru que foi criado por um estudante de Direito da USP. Também esta frase, tão cantada em ocasiões festivas, nasceu nas Arcadas, famosas por ali terem estudado jovens que se tornaram referências não só no mundo jurídico, mas também na Literatura e na Política. Ra-tim-bum, às vezes antecedida de “é hora, é hora, é hora!”, ou ainda da variação “é pique, é pique, é pique! “, dita também “é big, é big, é big”, surgiu na década de 30 do século XX, em restaurantes e botecos frequentados [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.