Notícia

IDEA

Clippings

Publicado em 15 março 2006

Entre os projetos que pesquisam a produção de álcool a partir da celulose no Brasil está o da Dedini S/A, que desenvolveu a tecnologia DHR (Dedini Hidrólise Rápida). Implantado em meados da década de 80, o projeto, que mais recentemente ganhou a parceria da Copersucar e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), consumiu R$ 35 milhões em vinte anos de experimentos. No momento, uma unidade semi-industrial instalada na Usina São Luiz, em Pirassununga, produz 5 mil litros de álcool/dia a partir do bagaço de cana. O próximo passo, afirma o vice-presidente de operações da Dedini S/A, José Luiz Olivério, será uma planta para produção comercial. Porém, ainda não há uma data definida para lançamento comercial do produto.
Fonte: Jornal do Paraná