Notícia

ON Jornal

Zika trata cães com câncer no cérebro

Publicado em 14 março 2020

Por ON Jornal Redação

Pesquisa realizada pelo Centro de Estudo sobre o Genoma Humano e Células-Tronco (CEGH-CEL) da USP mostrou que o vírus zika é capaz de combater tumores avançados no sistema nervoso central. O estudo foi feito com cães e os resultados publicados na última terça-feira, dia 10 de março, na revista científica Molecular Therapy.

Três animais portadores de tumores espontâneos receberam injeções virais e tiveram melhora significativa dos sintomas neurológicos, além da redução dos tumores e o aumento da sobrevida. “Se o tumor está grande, ele pressiona o cérebro e causa prejuízos ao animal, como a perda dos movimentos nas pernas e incapacidade de se alimentar sozinho”, explica Carolini Kaid, pesquisadora do CEGH-CEL e primeira autora do estudo. “Quando o tumor regrediu, diminuiu também a pressão intracraniana, e os cachorros voltaram a exercer atividades corriqueiras.”

Os cães Pirata, Matheus e Nina eram pacientes da médica veterinária Raquel Azevedo dos Santos Madi, do Hospital Veterinário da Granja Viana, e foram diagnosticados por meio de exames de ressonância magnética. Durante o tratamento, eles ficaram internados e, periodicamente, eram submetidos a exames de imagem, urina, sangue e saliva. O objetivo era medir o tamanho dos tumores e analisar a quantidade de vírus circulantes no organismo.

“Estamos animadíssimos com os resultados”, comemora Mayana Zatz, coordenadora do CEGH-CEL. “Os cães têm doenças muito semelhantes aos seres humanos”, explica.