Notícia

Folha Regional (Andradina, SP) online

XI Congresso da micro e pequena indústria realizado pela fiesp apresenta novos rumos

Publicado em 25 maio 2016

São Paulo - O presidente da Frente Parlamentar do Empreendedorismo da Assembleia Legislativa de São Paulo (Frepem), deputado Itamar Borges (PMDB), participou nesta segunda-feira, 23 de maio, da abertura do XI Congresso da Micro e Pequena Indústria realizada pela FIESP. O evento em comemoração ao dia da indústria reuniu mais de 3 mil empresários de todo o estado.

O objetivo do Congresso é contribuir para o desenvolvimento das micro e pequenas indústrias, promovendo debates, palestras e seminários sobre gestão de mudanças, modelos de negócios, comércio exterior, comunicação, marketing digital, gestão de pessoas, inovação e empreendedorismo.

"Mais uma vez é uma honra participar desta abertura, principalmente neste momento importante, diante da atual situação que estamos passando. Nos associamos a luta do presidente Skaff e dos empresários brasileiros. A palavra de ordem é reinventar, analisar, estudar e planejar para enfrentar a crise e este congresso apresenta novas oportunidades para as MPEs", disse Itamar Borges.

O parlamentar elencou alguns pontos que a Frepem tem trabalhado, como implementar os programas de inovação e acesso à tecnologia para as MPEs paulistas, o enfrentamento à guerra fiscal, a reforma tributária, a ampliação dos limites do Simples e nova regras de transição entre as tabelas. Também destacou a necessidade de divulgar, promover e sugerir melhorias nos editais PIPE/FAPESP buscando a ampliação do número de pequenas empresas atendidas pelo programa.

O presidente da Fiesp e Sebrae-SP, Paulo Skaff ressaltou que o congresso é um evento que traz resultados concretos. E destacou "Não adianta nós ficarmos aí curtindo dificuldades e crises, o Brasil passou e está passando por um momento delicado, mas o país é maior que tudo isso. O mundo inteiro acredita é no Brasil!".

Também foi anunciada a criação de uma sala de orientação para quem pretende exportar pela primeira vez ou ampliar o volume exportado. A novidade foi revelada por Milton Bogus, diretor do Departamento da Micro, Pequena e Média Indústria da Fiesp (Dempi). "Mesmo sabendo que a exportação é um longo caminho a ser percorrido, o resultado final será empresas mais bem preparadas para um crescimento sustentável", afirmou.

O presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Guilherme Afif Domingos, defendeu a desburocratização e a luta do setor para se livrar das "amarras" do controle do Estado. "Não adianta só buscarmos o caminho de apoio à criatividade se não atuarmos no ambiente de negócios - e a burocracia do Brasil é hostil ao ambiente de negócios. "afirmou.

Também participaram da mesa solene de abertura: o presidente do Sescon-SP Márcio Massao Shimomoto; o diretor de projetos da Fiesp, Tenente Brigadeiro Azevedo; o presidente da Desenvolve SP, Milton Melo; o presidente da Investe SP, Juan Quirós, o diretor técnico do Sebrae, Ivan Hussni, empresários e entidades representadas.

Por: Assessoria do Deputado