Notícia

Goiás Agora

Workshop aproxima pesquisadores brasileiros e britânicos para pesquisas em saúde pública

Publicado em 03 julho 2017

A presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), Maria Zaira Turchi, participou de um workshop destinado a aproximar pesquisadores brasileiros e britânicos para trabalharem em pesquisas científicas conjuntas na área dos sistemas públicos de saúde dos dois países.

O Workshop on Health Systems, realizado pelo Confap, pela Embaixada Britânica e pelo Medical Research Council (MRC), aconteceu na sede do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em Brasília. Além de pesquisadores de Universidades do Reino Unido, também participaram representantes de Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa de 12 Estados, representantes do Ministério da Saúde, gestores de projetos financiados pelo BID e pesquisadores de Goiás.

A atividade foi realizada como preparação para o lançamento da Chamada Pública UK-Brazil for Health Systems Research Networks, previsto para esta semana.

Abertura

A solenidade de abertura do Workshop on Health Systems foi realizada na segunda-feira, dia 26. Além de Zaira Turchi, estavam presentes o embaixador britânico, Vijay Rangarajan; a gerente do Programa para Estratégia em Saúde Global do MRC, Meriel Flint; o presidente do CNPq, Mario Neto Borges; a gerente do Fundo Newton, Mariana da Veiga; e a representante do Ministério da Saúde, Samantha Lemos.

O embaixador do Reino Unido, Vijay Rangarajan, agradeceu a recepção aos britânicos e ressaltou a parceria entre Brasil e Reino Unido no que se refere à pesquisa em saúde. “Espero que essa aproximação possa aprofundar ainda mais as relações que temos entre as comunidades científicas dos dois países. Temos tantos trabalhos diferentes, mas ao mesmo tempo nos deparamos com a saúde pública como um desafio conjunto aos dois países”, ressaltou.

A presidente da Fapeg e do Confap, Maria Zaira Turchi, apresentou o Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia aos participantes e o papel das FAPs no fomento à pesquisa nos estados. Ela ressaltou a parceria do Confap com o Fundo Newton e sua atuação crescente ao longo dos anos no País. Juntamente com a gerente do MRC, Meriel Flint, elas introduziram a temática do edital que será lançado na próxima semana e o impacto esperado por meio das pesquisas.

Workshop

Os participantes deram continuidade ao workshop nos três dias apresentando as potencialidades de parceria no que tange às universidades e instituições dos dois países. A programação seguiu com networking entre os participantes e discussões quanto à implementação no Brasil, entre desafios e oportunidades. Ao final do workshop, no terceiro dia, foram realizadas atividades em grupo e formuladas algumas parcerias entre os pesquisadores presentes.

Demais pesquisadores interessados, mesmo que não tenham participado destas atividades, poderão se candidatar ao edital, de acordo com o estabelecimento de parceiros para a implementação de projetos. Participam desta chamada os Estados de Alagoas (Fapeal), Ceará (Funcap), Distrito Federal (FAPDF), Goiás (Fapeg), Maranhão (Fapema), Minas Gerais (Fapemig), Piauí (Fapepi), Santa Catarina (Fapesc), São Paulo (Fapesp), Paraíba (Fapesq), Pernambuco (Facepe), Sergipe (Fapitec), Mato Grosso do Sul (Fundect) e Tocantins (Fapt).

O edital que será lançado na próxima semana tem por objetivo encontrar soluções práticas para implementação de melhorias nos sistemas de saúde para as comunidades vulneráveis no Brasil. Será desenvolvido em pesquisas multidisciplinares, buscando gerar evidências sobre como fortalecer o sistema de saúde e melhorar os resultados de saúde no Brasil, bem como informar sobre a prestação de intervenções baseadas em comprovações ou mudanças estruturais. Ainda deverá fornecer evidências que sejam de relevância direta aos tomadores de decisão e usuários no campo.

Mais informações: (62) 3201-8081