Notícia

Folha da Região (Araçatuba, SP) online

Wilson Marini: Veículos elétricos em alta no Estado

Publicado em 05 setembro 2017

O Estado de São Paulo já tem uma frota de mais de 3 mil veículos elétricos, segundo o Detran. A capital possui a maior frota (1.737), seguindo-se São Bernardo do Campo (367), Campinas (105), Araraquara (59), Ribeirão Preto (51), Santos (44), Indaiatuba e Santo André (29), Caraguatatuba (28) e Sorocaba (27). Os dados incluem todos os tipos de veículos e de fontes de energia (interna, como no caso de veículos de passeio e motocicletas, e externa, como nos trólebus), além dos híbridos, aqueles que funcionam com mais de uma fonte de energia, sendo uma delas elétrica.

Tendência

Em julho, a montadora sueca Volvo anunciou que, a partir de 2019, passará a produzir apenas veículos elétricos. Poucos dias depois, a italiana Maserati, fabricante de ícones esportivos de luxo, informou que, também a partir de 2019, todos os seus novos motores serão elétricos ou híbridos.

Futuro

Os veículos movidos a eletricidade deverão ser responsáveis por 16% da produção mundial de automóveis até 2030, segundo dados recentes da consultoria Morgan Stanley. Hoje não passam de 0,2% do mercado. Em 2016, a produção dos elétricos e híbridos - modelos que utilizam o motor elétrico em conjunto com outro de combustão interna - superou a marca de 2 milhões de unidades, 60% mais que em 2015, segundo a revista Pesquisa, da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

O planeta agradece

Carros elétricos são aqueles movidos apenas por muitas baterias de lítio-íon, semelhantes às dos telefones celulares, mas com tamanho maior. Entre outros benefícios, não emitem gás carbônico (CO2). No Brasil, o preço ainda é um dos obstáculos para a disseminação desse tipo de veículo, assim como a falta de postos de recarga. Outro fator limitante é a autonomia das baterias, ainda pequena para viagens longas, importante em um país de dimensões continentais. Empresas e institutos de pesquisa em todo o mundo trabalham para aumentar a autonomia, inclusive no Brasil, onde o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) e a Itaipu Binacional estudam novas configurações de baterias.

Gás biometano também

O governo estadual quer incentivar as usinas de cana-de-açúcar a produzirem o gás biometano, que já pode ser injetado na rede de gás canalizado. Além da possibilidade de vender o biometano para a distribuidora local, as usinas ainda podem utilizar o energético na produção de energia elétrica e também como combustível dos caminhões que transportam a cana dentro da usina. Tudo isso utilizando a vinhaça, que atualmente usa apenas uma parte do insumo para tratamento do solo, e o restante é descartado. As informações são da secretaria estadual de Energia e Mineração.

Uma carteira de R$ 17 bilhões

O Estado de São Paulo tem atualmente uma carteira de projetos de infraestrutura em fase de licitação e contratação que representa R$ 17 bilhões em investimentos referentes ao biênio 2016/2017, segundo o governo estadual. Além disso, estão em andamento projetos que devem somar mais R$ 18 bilhões em novos investimentos. Dentre eles, estão a Rodovia do Litoral Paulista.

Exportação de frutas

A região de Jundiaí começa a explorar seu potencial como exportador de frutas, segundo o Jornal de Jundiaí, da Rede APJ. Um produtor de atemoia, de Jarinu, e outro de figo, de Louveira, já exportam em torno de uma tonelada por mês durante a safra. A região tem cerca de 250 pequenos negócios que exportam, em todos os setores, incluindo a agricultura. Entre as frutas expotáveis destacam-se também a uva, limão, maracujá e caqui, entre outras.

Alerta na seca

O grave acidente de quarta-feira, na Rodovia Carvalho Pinto, em Jacareí, que envolveu 36 veículos e deixou 2 mortos e 20 feridos, fez retomar os alertas sobre os riscos de queimadas. Motoristas relataram que uma fumaça densa impedia a visualização da pista.

Celular nada fácil

Em março, os Correios passaram a oferecer serviços de telefonia. Usuários se surpreenderam com a dificuldade da operadora de enviar SMS de código verificador em cadastros de redes sociais e compras na internet. A empresa diz ter resolvido o problema junto aos aplicativos, mas o SMS ainda não funciona para o Uber, por “conflito de sinais”.

Na Assembleia

  • A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia paulista aprovou parecer favorável ao projeto de lei que proíbe a construção de pequenas centrais hidrelétricas no Rio Pardo.
  • A Lei 12.684/2007, que proíbe o uso do amianto em todo o Estado, mereceu parecer favorável de constitucionalidade pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Assim, o amianto continua banido no Estado.
  • Os deputados estaduais aprovaram projeto que elimina o terceiro dígito de centavo do preço dos combustíveis vendidos em postos no Estado, que deverão usar apenas duas casas decimais se o governador Alckmin sancionar a lei.

Rezoneamento eleitoral

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) anunciou a extinção de 32 zonas eleitorais, em Santo André, Osasco e Sorocaba e outras cidades.