Notícia

Folha da Região (Araçatuba, SP) online

Wilson Marini: Pequenas e médias empresas dão sinais de aquecimento

Publicado em 21 agosto 2017

A Desenvolve SP, agência ligada ao governo estadual, desembolsou R$ 168,5 milhões em financiamentos para pequenas e médias empresas e prefeituras paulistas no primeiro semestre de 2017, o que representa alta de 20% em comparação ao mesmo período de 2016. O aumento foi puxado principalmente pelos investimentos dos setores da indústria e serviços.

No ranking das regiões que mais investiram no primeiro semestre, além da Região Metropolitana de São Paulo, destacam-se as de Campinas, do Vale do Paraíba e de Sorocaba. Juntas, elas totalizaram 57% dos investimentos realizados em todo o Estado durante o período. A Desenvolve SP financia o crescimento planejado das pequenas e médias empresas e municípios paulistas. Em oito anos de atuação, ultrapassou a marca de R$ 2,5 bilhões em financiamentos para milhares de empresas e dezenas de prefeituras em 270 cidades.

Estratégia de crescimento
Para incentivar a economia, as agências de desenvolvimento, diferentemente dos bancos de varejo, oferecem juros mais baixos e prazos mais longos, facilitando o acesso ao crédito sustentável. No primeiro semestre de 2017, 93,5% dos financiamentos realizados pela Desenvolve SP foram demandados pelos negócios de pequeno e médio porte. A maior parte dos recursos foi destinada ao investimento fixo, como a implantação, expansão e a modernização de empresas. Outro destaque foram os financiamentos para inovação. “Além do momento econômico, que exige das empresas a inovação para que se mantenham no mercado, os esforços e estratégias para incentivar uma economia cada vez mais inovadora refletiram diretamente no aumento dos desembolsos e na qualidade dos projetos inovadores que estão sendo financiados em todo o Estado”, diz o presidente do órgão, Milton Luiz de Melo Santos.

Empregos em alta
De janeiro a julho deste ano, o nível de emprego na indústria de transformação paulista aumentou em 0,37%, o equivalente a oito mil vagas a mais em relação ao saldo de contratos e demissões do mesmo período de 2016, segundo O Vale, da Rede APJ (Associação Paulista de Jornais). Esse foi o melhor resultado acumulado desde 2013, quando tinham sido gerados 55,5 mil empregos, segundo a pesquisa mensal da Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp). O diretor titular do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp e do Ciesp (Depecon), Paulo Francini, avaliou que o resultado mostra uma estabilidade no mercado de trabalho.

Inovação
O Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), de Piracicaba, desenvolveu uma cana-de-açúcar transgênica resistente à broca-da-cana, uma mariposa que põe os ovos na parte de baixo das folhas da planta, segundo a revista Pesquisa, da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Quando nascem, as lagartas comem a polpa do vegetal abrindo galerias que podem ser infestadas por fungos. Batizada de CTC 20 Bt, a variedade recebeu em seu genoma um gene, o Cry 1A(b), da bactéria de solo Bacillus thuringiensis, que é tóxica apenas para as lagartas.

Agricultura moderna
A Assembleia Legislativa discutiu quinta-feira (16/8) os programas de sustentabilidade, o incentivo à agricultura e a produção da energia a partir da cana-de-açúcar no Estado de São Paulo. O debate foi realizado por meio da Frente Parlamentar em Defesa do Setor Sucroenergético, que foi relançada. O secretário de Energia e Mineração, João Meirelles, aposta na evolução do setor sucroenergético no Estado. "São inovações tão radicais que até a genética da cana mudou. Nós produzimos uma revolução industrial, criamos o carro flex, e agora estamos criando o caminhão flex a diesel e gás metano. Além disso, está sendo introduzido o gás natural nas usinas de cana, para ampliar a geração de energia elétrica".


Frase
"Não existe mais queimada
no Estado de São Paulo,
e isso é extraordinário do ponto
de vista do meio ambiente.
A sociedade ganhou com isso
".
Arnaldo Jardim, secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado.


Evento das startups
Estão abertas as inscrições para o 2º SP Conecta, que reunirá os mais importantes agentes de apoio à inovação do Estado de São Paulo para atender startups de forma gratuita na sede da Investe São Paulo, na capital. Será dia 31 de agosto, com mais de 40 entidades para conexão, painéis e palestras. “Temos ouvido muito sobre a importância de termos criado uma ação que reúne a comunidade empreendedora do Estado de forma simples e direta, favorecendo novas ideias e alavancando negócios. É uma oportunidade única”, afirma Sérgio Costa, diretor da Investe SP.

Cartel da citricultura
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada para investigar a formação de cartéis na citricultura de São Paulo aprovou quarta-feira (16/8) o relatório final, elaborado pelo deputado Marco Vinholi (PSDB), após 78 dias de trabalho. Os parlamentares buscaram informações para averiguar se grandes empresas da área estariam fazendo acordos entre si a fim de fixar preços, sonegar impostos e promover a verticalização da produção de laranja. O relatório aponta indícios de que os acordos continuam a acontecer. Outra CPI será proposta para aprofundar as investigações.