Notícia

Folha da Região (Araçatuba, SP) online

Wilson Marini: campanha pede para que se desligue o celular na pista

Publicado em 21 julho 2016

Por Wilson Marini

Motoristas que rodam pelas estradas paulistas estão sendo motivados por numa campanha de segurança com alertas sobre o perigo do uso do celular enquanto se está ao volante. A ação tem o apoio da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) e das 20 concessionárias que administram as rodovias concedidas. A mensagem "Desligue o celular. Ligue a vida!" está sendo transmitida nos diversos painéis eletrônicos. Também é lembrada a obrigatoriedade do uso do cinto de segurança, inclusive no banco traseiro.

Eleições
A partir desta quarta-feira (20), os processos eleitorais terão prioridade de tramitação e julgamento nos Fóruns. Vale para o Ministério Público e todos os juízes e instâncias. Serão exceção apenas os processos de habeas corpus e mandado de segurança. A determinação está prevista na Lei das Eleições. Para a apuração dos delitos eleitorais, a Justiça Eleitoral conta com o auxílio das polícias judiciárias, dos órgãos da receita federal, estadual e municipal e dos demais tribunais e órgãos de contas. 

Rádio e TV
Até o dia 15 de agosto, as emissoras de rádio e televisão devem disponibilizar à Justiça Eleitoral 10 minutos diários da programação para a divulgação de comunicados, boletins e instruções ao eleitorado. 

Alimentos
A produção nacional de alimentos seria suficiente para abastecer os 206 milhões de brasileiros, mas a desigualdade de renda e o desperdício fazem com que 7,2 milhões de pessoas passam fome no país e 30 milhões sejam subnutridos. A conclusão é do professor Danilo Rolim Dias de Aguiar, do campus Sorocaba da Universidade Federal de São Carlos. O volume agrícola exportado, transformado em calorias, poderia alimentar quase 700 milhões de pessoas, segundo calcula. No entanto, isso não ocorre porque muito do que é exportado, como milho e soja, vira comida para animais. No raciocínio dele, trata-se de uma situação "cruel" porque “aquilo que poderia ser utilizado para alimentação humana vai para a alimentação animal, pois as pessoas de maior renda querem cada vez mais consumir carne”.

Menos carne
No entender de Aguiar, é necessário diminuir o consumo de carne por razões também de sustentabilidade do planeta. Segundo ele, o crescimento do consumo da carne é acompanhado pelo aumento da crise ambiental, já que a produção da carne bovina é responsável por 10% das emissões de gases de efeito estufa na atmosfera. “Temos que ter políticas que incentivem a produção de alimentos que atinjam as classes de renda mais baixa e que sejam menos danosas ao meio ambiente”, diz ele.

Comprovante
Projeto de lei em discussão na Assembleia pretende facilitar a comprovação de endereço residencial, nas contas de telefone, água e luz, para as pessoas que vivem em união estável. Pela proposta, passa a ser direito dessas pessoas a solicitação para que conste na fatura de serviços o nome da pessoa em união estável ou do cônjuge do consumidor responsável pela unidade consumidora.

Agasalho
Em viagem, a população poderá participar da Campanha do Agasalho 2016. Caixas do Fundo Social de Solidariedade estão sendo colocadas nos postos ao longo das estradas para coletar doações de roupas e cobertores em bom estado de conservação.

Música caipira
A Assembleia Legislativa aprovou projeto de autoria do deputado Marcos Martins (PT) que cria o prêmio Inezita Barroso, concedido às pessoas, grupos ou entidades que se destacam pela contribuição à música caipira de raiz e à cultura sertaneja em qualquer cidade paulista. A premiação será realizada anualmente no dia 4 de março, em memória ao aniversário de nascimento da cantora (1925). 

Ela
Ignez Magdalena Aranha de Lima, a Inezita Barroso, nascida na capital, foi cantora, atriz, instrumentista, bibliotecária, folclorista, professora e apresentadora de rádio e televisão. Recebeu o troféu Roquette Pinto como melhor cantora de rádio, gravou 80 discos e 900 músicas e esteve à frente do programa Viola Minha Viola, da TV Cultura, por 35 anos. Faleceu em São Paulo, no dia 8 de março de 2015. 

Ciência
Os fabricantes de cosméticos e laboratórios farmacêuticos têm mais três anos para utilizar animais em suas pesquisas. Depois, uma alternativa serão as peles artificiais, com aspectos similares ao tecido humano, segundo revela a edição deste mês da revista Pesquisa, da Fapesp. O novo material será usado em testes de avaliação de cosméticos e produtos de higiene pessoal e para o estudo de doenças. A pele artificial é reconstruída a partir de células humanas e demora de 10 a 30 dias para ser feita.

Breves
● A Toyota iniciou a exportação do compacto Etios para o Peru. O veículo, produzido em Sorocaba, já era vendido para Argentina, Paraguai e Uruguai.

● A Harald Chocolates investirá R$ 50 milhões para construção de uma nova fábrica em Marília.

● O último Boletim do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor revela que estão em alta as reclamações contra operadoras de telefonia nos Procons do Estado.

● Lançado pelo governo estadual o Plano Estadual de Educação, com 21 metas para os próximos 10 anos, entre elas o plano de carreira do magistério. 

Frase
“Ressaca em Santos já é caso endêmico, rotineiro, crônico”. Rodolfo Bonafim, diretor da ONG Amigos da Água, sobre a agitação no litoral esta semana.