Notícia

Esteta

William Saad é indicado ao prêmio Fundação Conrado Wessel

Publicado em 10 setembro 2013

O Conselho Universitário da Unesp aprovou, em reunião realizada no último dia 15 de agosto, a indicação do professor emérito da Faculdade de Medicina (FM) da Unesp, Câmpus de Botucatu, William Saad Hossne para concorrer ao Prêmio Fundação Conrado Wessel, na categoria Medicina. Entre os vencedores dessa modalidade está o médico cardiologista e ex-ministro da Saúde Adib Jatene, que foi contemplado em 2005.A comissão que escolherá os agraciados deve se reunir no final de novembro deste ano. No entanto, a entrega do prêmio ocorrerá somente em junho de 2014. A Fundação Conrado Wessel atribui um prêmio anual denominado "Prêmio FCW" ou "Prêmio Fundação Conrado Wessel", destinado a personalidade ou entidade de reconhecimento nacional no campo da Arte, Ciência, Medicina e Cultura, mediante critérios e normas estabelecidos em regulamento específico. O prêmio reconhece perfis renomados em Medicina, com qualidades de talento inovador, liderança, abrangência social, trabalho incansável, integridade e ética. É atribuído ao profissional que congrega a excelência da formação científica, do pesquisador emérito e especialmente do exercício clínico ou cirúrgico permanente.

Revista Fapesp

A edição de agosto da Revista Pesquisa Fapesp tem, entre seus destaques, a entrevista com o professor William Saad. Realizada por Fabrício Marques, a entrevista ressalta que William Saad Hossne, 86 anos, é conhecido por seu trabalho e militância na bioética, campo transdisciplinar que reúne a biologia, as ciências da saúde, a filosofia e o direito, e estuda a dimensão ética dos modos de tratar a vida humana e animal no contexto da pesquisa científica e suas aplicações.Autor de uma obra de referência sobre o assunto, Experimentação em seres humanos, Saad Hossne fundou a Sociedade Brasileira de Bioética e ajudou a criar a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), coordenada por ele entre 1996 e 2007. A Conep organizou um sistema de monitoramento da ética na pesquisa a que estão ligados mais de 600 comitês de hospitais e universidades em todo o país. Atualmente ele coordena o curso de pós-graduação em bioética no Centro Universitário São Camilo, em São Paulo.Antes de se dedicar à bioética, o professor, que nasceu em São Paulo em 1927, seguiu uma extensa carreira de médico, pesquisador e gestor em ciência e tecnologia.Cirurgião gastroenterologista formado pela Faculdade de Medicina da USP, foi um dos fundadores, em 1962, da Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu, da qual é professor emérito. A instituição, criada como instituto isolado, incorporou-se à Unesp, nos anos 1970. Também foi reitor da Universidade Federal de São Carlos, de 1979 a 1983. Participou da criação da Fapesp, tornando-se o segundo diretor científico da Fundação, entre 1964 e 1967, e voltou a desempenhar a função entre 1975 e 1979. Na entrevista a seguir, ele relembra alguns dos principais momentos de sua trajetória e os primeiros anos da Fapesp.Leia a entrevista completa em

http://revistapesquisa.fapesp.br/2013/08/13/william-saad-hossne-o-guardiao-da-bioetica/Conheça um pouco da trajetória do professor William Saad

http://academiamedicinasaopaulo.org.br/biografias/342/BIOGRAFIA-WILLIAM-SAAD-HOSSNE.pdfLeandro Rocha/Assesoria de Comunicação e Imprensa da FM/Botucatu

Portal Unesp