Notícia

Folha do Amapá online

Vôos de criatividade na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Publicado em 12 outubro 2006

Por Thiago Romero, Agência FAPESP

Mais de 8 mil atividades em cerca de 900 instituições de todo o país. Participam mais de 300 cidades, em todos os Estados brasileiros. Grande e abrangente é a dimensão da terceira edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que ocorrerá de 16 a 23 de outubro.
Com o tema "Criatividade e inovação", o evento homenageará o centenário do primeiro vôo do 14 Bis, realizado por Santos Dumont no Campo de Bagatelle, em Paris, em 23 de outubro de 1906. Atividades simultâneas nas mais diversas áreas do conhecimento serão realizadas com o objetivo de ampliar a presença de temas científicos no cotidiano da população. Palestras, exposições, cursos, filmes, brincadeiras, jogos, oficinas, shows e visitas monitoradas são algumas das atrações.
"A intenção é promover o resgate histórico de um brasileiro que teve uma das contribuições mais significativas para a história da humanidade", disse Ildeu de Castro Moreira, diretor do Departamento de Popularização e Difusão em C&T do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), à Agência Fapesp. "Sabemos que existem milhares de brasileiros criativos, por isso escolhemos Dumont como referência para valorizar a capacidade nacional de inovar".
Segundo Moreira, a semana tem atingido seu objetivo central por reunir praticamente todas as entidades científicas do País, mesmo em lugares com menor tradição no setor, como Rondônia e Tocantins — os dois Estados, juntos, têm mais de mil atividades cadastradas para esta edição.
"Estamos trabalhando para que esse tipo de evento se consolide como uma importante atividade de divulgação científica, a exemplo do que ocorre em países como Inglaterra e França, onde atividades semelhantes são realizadas há mais de 20 anos", disse Moreira. "Esse é um evento que já faz parte da agenda científica brasileira e que tem conseguido mostrar que ciência faz parte da cultura do País".
A necessidade de estreitar vínculos com outros países da América do Sul é outro destaque. Colômbia e Cuba, por exemplo, estão criando suas semanas nacionais de C&T a partir da experiência brasileira. No evento brasileiro, representantes de semanas européias também marcarão presença.
Entre as atividades, um dos principais destaques serão os dias de portas abertas nas entidades participantes. Centenas de instituições de ensino e pesquisa colocarão laboratórios à disposição da população para mostrar seus principais trabalhos.
Outro destaque serão as atividades em locais públicos, como praças e rodoviárias. "A proposta é levar a ciência até as pessoas, discutir assuntos relevantes e receber um retorno crítico", disse Moreira. Vídeos sobre temas científicos e CDs com programas de rádio voltados à divulgação científica exibidos em emissoras de todo o País também serão distribuídos gratuitamente pelos organizadores.