Notícia

Estadão.com

Vivência de fundadores é diferencial em startups de acessibilidade

Publicado em 22 fevereiro 2020

Por Ítalo Lo Re, O Estado de S.Paulo
Depois de sofrer um acidente de carro em junho de 2001 e ficar paraplégico aos 17 anos de idade, o então estudante Bruno Mahfuz se deu conta de que sua rotina mudaria completamente. A busca pela acessibilidade, longe de ser prioritária até então, tornou-se um dos ideais não só da sua vida como do próprio negócio do administrador de empresas. Mahfuz não está sozinho. Outras pessoas com deficiência também partem de suas vivências para criar e [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
O Estado de S. Paulo