Notícia

Piauí Hoje

Vivência como graduando durante a pandemia

Publicado em 30 março 2021

Existe uma dificuldade vivida pelas universidades públicas e federais de pelo menos 5 anos para cá. Desmontes atrás de desmontes e cortes de investimentos ocorrendo ano após ano fizeram com que as universidades públicas precisassem fechar um pouco as portas para novas contratações, novas bolsas e novas maneiras de fomento.

Além de todo o cenário de resistência a este desmonte vivido dentro das universidades, agora há também o obstáculo da pandemia e do coronavírus. O ensino remoto e o cancelamento de aulas presenciais pegou todos de supetão. Alunos, professores, técnicos, pesquisadores, pós-graduandos, todos preacisaram se adaptar à nova realidade.

Com bolsas e estágios presenciais congelados, como conseguir uma bolsa? Como encontrar temas adequados para meu TCC de direito, biologia, administração ou qualquer outra área? É meio desesperador pensar em se graduar durante este período e enfrentar um mercado de trabalho totalmente abalado pela pandemia.

Buscando oportunidades

O primeiro conselho que eu posso compartilhar é: não surte. Calma, tudo se resolve. Agora, uma coisa de extrema importância a se realizar, caso você seja um aluno que precisa de estágio, que esteja para se formar, ou que precise de uma bolsa, como eu; o conselho que eu tenho para dar é o seguinte, se pergunte sobre o que as faculdades estão fazendo durante a pandemia, quais serviços estão disponíveis e quais atividades estão sendo exercidas na faculdade ao longo desse período

Uma valiosa oportunidade de se encontrar alguma espécie de auxílio durante esse período são as bolsas de monitoria para diversas disciplinas na faculdade. O monitor de uma disciplina tem o papel de auxiliar o docente em questão a desenvolver atividades práticas, corrigir provas, tirar dúvidas e marcar horários para auxiliar os alunos com a disciplina.

Por muitas vezes a monitoria envolve uma bolsa de auxílio, então além de ser uma ótima experiência no currículo, se você estiver passando por um perrengue durante a pandemia, fica aí uma chance de ter uma renda ao longo do mês.

Estágios, projetos e extensão

Outras possíveis maneiras de se ter uma renda, sendo universitário, agora na pandemia é buscar projetos de extensão que possam existir em sua universidade. E o que é a extensão? Bem, é basicamente o ramo da faculdade que tem por função dialogar com a sociedade. Logo, um projeto de extensão é voltado para integrar as pesquisas universitárias com a comunidade em geral.

O órgão responsável por bolsas em projetos de extensão é a PROEX e as bolsas desta agência de fomento são disponibilizadas semestralmente. É sempre bom, de qualquer forma, se informar sobre como estão funcionando as coisas agora durante a pandemia, então buscar conversar e conhecer os projetos de extensão de sua universidade pode ser uma boa também.

Agora, existe a possibilidade de você já estar inserido em um estágio e ter um projeto em andamento ou estar iniciando um projeto. Se esse for o caso, o método é conversar com seu orientador e explicar sobre a necessidade de seu projeto estar vinculado à uma bolsa. Para isso, o projeto será encaminhado para alguma agência de fomento, como a FAPESP ou a CNPq e será avaliado por essas agências.

O parecer destas irá determinar se tal projeto será elegível para receber uma bolsa. Para isso, existem uma série de critérios os quais o projeto e também o aluno precisam atender, como por exemplo não ter reprovado em disciplinas, ter um coeficiente de rendimento mínimo e o projeto também deve possuir uma boa justificativa e o mínimo de relevância em sua área. O nome e a reputação do orientador no meio acadêmico podem pesar bastante a decisão das agências de fomento, também.

Conclusão

A pandemia pode ser um período extremamente selvagem para pessoas de classe mais baixa, desempregados e universitários (às vezes os três em uma só pessoa.) No entanto, dentro da universidade existem algumas oportunidades para auxiliar os alunos mais vulneráveis neste momento, como estágios, bolsas, monitorias. Ainda existe a possibilidade de se conversar com a assistência social da universidade com o intuito de conseguir uma bolsa auxílio destinada a alunos de baixa renda.

Infelizmente espera-se que a sociedade mantenha o mesmo quadro de isolamento e restrições por mais um ano ainda. Portanto, é necessário sempre buscar se adaptar e tentar soluções diferentes para os problemas vividos nesse período.