Notícia

Jornal do Comércio (RS)

Vírus da gripe abre caminho para pneumonia, diz pesquisa

Publicado em 05 novembro 2018

A conclusão é de estudo realizado pelo Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias (Crid) da Universidade de São Paulo (USP), financiado pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e Faculdade de Medicina Tropical de Liverpool (Reino Unido). A bactéria pneumococo pode ser encontrada no nariz de uma pessoa, mas não necessariamente provoca a doença no paciente. Conforme explicam pesquisadores, para haver pneumonia a bactéria precisa estar no pulmão.

“O corpo naturalmente mata ou evita que o pneumococo - que está colonizado no nariz - vá para o pulmão e cause pneumonia. Pessoas que estão com sistemas imunológicos normais geralmente não têm pneumonia, apesar de ter essa colonização [da bactéria], ou seja, apesar de expostas ao pneumococo”, disse Helder Nakaya, pesquisador e professor da Faculdade de Ciências de Farmacêuticas da USP. No entanto, por algum motivo, principalmente em pacientes mais vulneráveis, a bactéria sai do nariz e é vai para o pulmão. O estudo mostrou que, por causa do vírus da gripe, houve um grande aumento das bactérias do nariz dos voluntários que participaram do estudo.

Os mecanismos imunológicos para combater a colonização de pneumococos já tinham sido estudados em camundongos, mas eram ainda pouco conhecidos em humanos. “Conseguimos mostrar que, quando o vírus da gripe infecta a região nasal, a colonização (de pneumococo) aumenta e a chance de isso virar uma pneumonia também aumenta. Conseguimos mostrar que a gripe torna mais suscetível a pneumonias”. Segundo ele, a infecção pelo vírus da gripe causa supressão do sistema imune, a bactéria se instala em maior número e a chance de ela ir para o pulmão é maior. Ele ressalta a importância do estudo para que se possa pensar em estratégias de tratamento e prevenção da pneumonia. (ABR)