Notícia

Gazeta de Ribeirão online

Vigor e inovação na pesquisa brasileira

Publicado em 11 outubro 2009

Por Rosemary Conceição dos Santos

Lançado pela FAPESP, em 1998, "Vigor e inovação na pesquisa brasileira" apresentou ensaios sobre o que então estava sendo pesquisado em Ciências Agrárias (adubação eficaz e tecnologia para produção de citros livres de doenças), Biológicas (riqueza da flora paulista, derrota da doença de Chagas, cristalização de proteínas permitindo a descoberta de novas drogas, identificação de genes causadores de doença, exploração econômica de algas brasileiras), Exatas (repetição e inovação de experiência de Einstein, descrição da província alcalina do Paraguai, tecnologia microscópica de semicondutores, queimadas na Amazônia), Engenharias (desenvolvimento de plástico do século XXI) e Ciências Humanas e Sociais (cultura empresarial brasileira, globalização em São Paulo) e Saúde (estratégia de imunização, quimioterápicos patenteados, doenças da poluição, desnutrição infantil, prognóstico do câncer de mama) no Estado de São Paulo.

O objetivo? Incursionar a FAPESP na produção editorial dos resultados de seus Projetos Temáticos, bem como, disponibilizar conhecimentos de alto nível que, por serem muito recentes, ainda eram pouco conhecidos. Tão grande foi o interesse gerado na população que, esgotando-se rapidamente, tal obra reclamou uma reedição. Prestação de contas que se fazia junto à população brasileira, registrava-se, historicamente, o que pesquisadores paulistas estavam fazendo, revelando o quanto de recursos públicos destinados ao fomento de pesquisa retornava como progresso para o povo brasileiro. Em 2007 a reedição. Entretanto, como primeiro de sete volumes que compõem a coleção "Jornalismo Científico", compiladora das reportagens publicadas, desde 1996, no informativo "Notícias da FAPESP".

Contemplando seis grandes áreas do conhecimento, acima citadas, apresenta modificada, em relação à primeira edição, a classificação e a ordem de apresentação das reportagens. E, analisando as propostas apresentadas, verifica-se o grande impacto que as mesmas ocasionaram no cenário científico e tecnológico de São Paulo, estimulando e reorientando outros projetos individuais de pesquisa. Considerando o impulso que os Projetos Temáticos conferem a excelência da pesquisa paulista, sempre em busca de patamares de excelência internacional, trata-se de coleção que deveria constar nas bibliotecas de todas as escolas de ensino médio e superior do país, tanto como ferramenta básica de docentes, quanto como material de pesquisas de alunos cientes de que o conhecimento, atualmente, extrapola o universo cabível nos didáticos adotados.

Explorar estes artigos, compreendendo-os e discutindo-os tanto com jovens em formação, quanto com uma sociedade cada vez mais conscientizada, é momento especial de uma Educação que busca caminhos para um Brasil cada vez mais desenvolvido intelectualmente.

Rosemary Conceição dos Santos é Doutora em Letras pela USP