Notícia

Oeste Notícias

Veterinária/Unoeste tem projetos aprovados pela Fapesp

Publicado em 30 maio 2009

André Nogueira Louzada e Lívia Magosso Ramires, alunos do 7º termo do Curso de Medicina Veterinária da Unoeste tiveram seus projetos de Iniciação Científica aprovados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp)

 

Os acadêmicos desenvolvem a pesquisa desde março e estudam sobre o comportamento de larvas de toxocara canis em ratos experimentalmente infectados. “Esse tipo de larva é um parasito comum do cão, mas pode causar a doença humana quando o ovo que está presente no solo e que contém uma larva infectante é ingerido acidentalmente pelo homem”, explica Louzada.

Ele acrescenta ainda que no estudo observa as lesões cardíacas provocadas pela migração da larva. “Há relatos de que a migração do parasita causa uma lesão cardíaca, então verificarei a intensidade desse dano de acordo com a infecção”.

Já Lívia acompanha a transmissão da larva através do leite.“Existe apenas um trabalho que aborda a transmissão lactogênica e o estudo visa comprovar a veracidade da transmissão. Se isso for provado, abre-se um leque de pesquisas que podem ser desenvolvidas sobre o tema, como trabalhos de mestrado, doutorado, entre outros”, completa.

De acordo com o professor doutor Vamilton Santarém, que orienta os alunos na pesquisa, estes estudos são importantes para o conhecimento da doença, uma vez que o rato é o modelo experimental para compreensão da toxocaríase no ser humano.

Ele acrescenta que a Fapesp é uma das melhores fundações de amparo à pesquisa do país. “Para participar do programa enviei o histórico escolar dos alunos e o objetivo do projeto, como requerimento obrigatório. O estudo, que tem duração de um ano, pode além de acrescentar experiências de pesquisa, trazer conhecimentos profissionais importantes”, conclui o docente.