Notícia

Grupo Notícia

Veterinária da Unoeste conquista apoio da Fapesp

Publicado em 30 junho 2009

As alunas do Curso de Medicina Veterinária da Unoeste, Letícia Amélia de Oliveira e Patrícia de Mello Papa, ambas do 7º termo, têm seus trabalhos de Iniciação Científica apoiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Os estudos são orientados pela professora doutora Ines Cristina Giometti e contam com a parceria da Unesp de Botucatu através do Dr. Frederico Ozanam Papa e do frigorífico Frigol, de Lençóis Paulista.

Letícia pesquisará as Influências da Temperatura de Transporte dos Testículos Bovinos na Criopreservação dos Espermatozóides da Cauda do Epidídimo. Ela explica que o estudo visa pesquisar a viabilidade dos espermatozóides após a congelação em diferentes temperaturas de transportes. “É uma forma de aproveitar os espermatozóides de indivíduos com alto valor genético e assim, após sua morte, obter filhos desse animal”.

A aluna Patrícia analisará a Criopreservação de Espermatozóides da Cauda do Epidídimo de Bovinos Abatidos em Matadouros. “Ainda não temos resultados satisfatórios na inseminação artificial utilizando sêmen congelado da cauda do epidídimo de bovinos, por isso, testaremos diluentes de congelação”.

De acordo com a orientadora Ines Giometti, a cada dia mais pesquisas realizadas na Universidade são apoiadas pela Fundação de Amparo à Pesquisa. “É sinal que a Fapesp acredita na qualidade das pesquisas da instituição”, comemora a docente.

(Com Assessoria de Imprensa)