Notícia

Diário do Comércio (MG) online

Vale investe R$ 162 milhões no ITV

Publicado em 16 abril 2011

Por Leonardo Francia

O governo do Estado oficializa nesta segunda-feira a anuência da cessão do terreno que compreendia o antigo Jardim Botânico de Ouro Preto, na região Central, criado em 1835, para a Vale S/A erguer o prédio do Instituto Tecnológico Vale (ITV), com investimentos de R$ 162 milhões e previsão de geração de 300 empregos. As informações são do prefeito do município, Angelo Oswaldo.

"O terreno estava cedido ao Executivo municipal, mas o governo dará a anuência da cessão à mineradora, que, por sua vez, dará prosseguimento aos projetos de pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias de exploração mineral. A Vale, como contrapartida, também fará um parque ecológico urbano no local", revelou Angelo Oswaldo.

Procurada pela reportagem, a Vale não detalhou o projeto, mas confirmou as informações passadas pelo prefeito de Ouro Preto. Segundo a assessoria de comunicação da mineradora, o detalhamento do empreendimento será revelado nesta segunda-feira, durante cerimônia na Cidade Administrativa, no Vetor Norte de Belo Horizonte. O prédio deve ficar pronto em 2013, sendo que apenas 5% do terreno, cuja área ainda não foi revelada, terão edificações.

Inovação - O ITV foi criado pela Vale em 2009 para ser fonte de geração e difusão de conhecimentos científicos inovadores na área de mineração. A primeira ação do instituto ocorreu no Pará, através do estímulo à produção acadêmica, com a oferta de mais de 80 bolsas de mestrado e doutorado naquele Estado. O investimento total foi de R$ 4 milhões.

De acordo com os planos da mineradora, o ITV vai construir três unidades de pesquisa, que serão implantadas em Ouro Preto, Belém (PA) e São José dos Campos (SP), com foco em mineração, desenvolvimento sustentável e energia, respectivamente. A unidade de Pará já está em andamento. Será um prédio sustentável com reaproveitamento de água de chuva, uso de energia solar e de isolantes térmicos.

O ITV tem parcerias com três reconhecidas agências de fomento à pesquisa do país, que são as Fundações de Amparo à Pesquisa dos Estados de Minas Gerais (Fapemig), do Pará (Fapespa) e de São Paulo (Fapesp). O instituto já realizou workshop sobre desenvolvimento sustentável, reunindo no Brasil pesquisadores de 19 países expoentes em pesquisa e desenvolvimento.

Em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNP), do governo federal, a Vale lançou um edital para selecionar e apoiar propostas de pesquisas que têm como foco o desenvolvimento do setor mineral. Serão investidos R$ 6,9 milhões, dos quais R$ 4,7 milhões pela Vale. O ITV também fechou parceria com o Massachusetts Institute of Technology (MIT) para aprimorar programas educacionais e pesquisas nas áreas de inovação, empreendedorismo e desenvolvimento sustentável.