Notícia

Vale Paraibano

Vale ganha núcleo de patentes e licenças para a tecnologia

Publicado em 16 janeiro 2003

O número de patentes obtidas a partir de produtos desenvolvidos pelas empresas do Vale do Paraíba deverá aumentar com a criação do Núcleo de Patenteamento e Licenciamento de Tecnologia pela Fapesp (Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo). A avaliação é do presidente do Sindicato da Ciência e Tecnologia de São José dos Campos, Francisco Conde. "O estímulo a obtenção de patentes é importante. Hoje as empresas brasileiras pagam royalties em dólar para patentes estrangeiras", disse Conde. Um projeto desenvolvido no Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e a empresa Clorovale, ambos de São José, foi o primeiro a ter o processo de patenteamento financiado pela Fapesp. Patentes são certificados de propriedade intelectual conferidos aos autores do projeto. A patente internacional acaba de ser requerida, e em troca, a fundação receberá "royalties" de 4% sobre o faturamento da empresa. A iniciativa da Fapesp é importante, segundo Airoldi, uma vez que a obtenção de patente exige recursos que na maioria das vezes o pesquisador ou a empresa não têm condições de arcar.