Notícia

Diário do Comércio (SP)

Vacina será testada em macacos

Publicado em 06 agosto 2013

Uma vacina brasileira contra o vírus HIV, desenvolvida por pesquisadores da Faculdade de Medicina da USP,  passará a ser testada em macacos rhesus do Instituto Butantan ainda neste semestre. A informação foi divulgada ontem em nota pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). A previsão é de que os cientistas realizem pelo menos dois anos de experimentos a fim de definir o melhor método de imunização contra a aids em humanos.

A vacina brasileira contém o imunizante HIVBr18 que foi desenvolvido e patenteado por três pesquisadores – Edecio Cunha Neto, Jorge Kalil e Simone Fonseca.

A nova fase de testes é decisiva, uma vez que os macacos têm o sistema imunológico muito mais próximo do humano do que os camundongos. "Se no macaco nós tivermos uma resposta da força que nós tivemos no camundongo, nós temos um candidato à vacina muito poderoso", diz Cunha. Nesta fase, a vacina será ministrada a quatro animais e os pesquisadores precisarão de ao menos seis meses para começar a avaliar os resultados.

O vírus causador da aids tem uma série de características que dificultam a criação de uma vacina, apesar das intensas pesquisas desenvolvidas em todo o mundo. Uma delas é a grande variação do genoma nas diversas variedades do vírus. Segundo Cunha, essa diferença pode chegar a 20%. "Para contornarmos isso, selecionamos 'regiões' do HIV que não mudavam de um vírus para o outro". Após o teste com o primeiro grupo de macacos, a vacina passará por outra fase de testes, em um número maior de símios.

Segundo os cientistas, a vacina pode ser utilizada no futuro para manter a carga do vírus HIV no organismo mais baixa. A vantagem é que, dessa forma, uma pessoa infectada não desenvolveria imunodeficiência nem transmitiria o vírus. Além disso, a vacina poderia ser usada em associação a outros sistemas de imunização contra a aids, como a que vem sendo desenvolvida na Universidade Rockfeller, em Nova York, EUA.

(Agências)