Notícia

Bahia Notícias

Vacina contra vírus que causa infecções respiratórias é testada em humanos

Publicado em 23 junho 2016

Pesquisadores iniciaram a primeira etapa de ensaios clínicos para uma vacina experimental contra o vírus sincicial respiratório (VSR), uma das principais causas de infecções das vias respiratórias e pulmões em recém-nascidos e crianças pequenas.

Desenvolvido pelo The Vlaams Instituut voor Biotechnologie (VIB), na Bélgica, em parceria com a empresa canadense Immunovaccine Inc., o imunizante será testado em 40 adultos saudáveis com o objetivo de avaliar sua segurança. Os primeiros 20 voluntários que receberam a formulação não apresentaram reações adversas.

Na fase pré-clínica, a vacina experimental se mostrou capaz de reduzir em cerca de 100 vezes a carga viral em roedores. "O VSR é um dos principais causadores de infecções das vias respiratórias e pulmões em recém-nascidos e crianças pequenas, podendo causar bronquiolite. Todos os anos, 200 mil crianças no mundo morrem em decorrência dessa infecção e mais de 3 milhões são hospitalizadas. Há clara necessidade de uma vacina", afirmou o pesquisador do VIB Xavier Saelens, em entrevista à Agência Fapesp.

Segundo ele, diversos grupos haviam tentado anteriormente, sem sucesso, encontrar um antígeno capaz de induzir uma resposta imunológica eficaz contra o vírus. Em experimentos feitos com camundongos e com ratos, o grupo da Bélgica mostrou que o antígeno induziu uma resposta capaz de proteger contra o VSR. Embora não tenha eliminado totalmente o vírus do organismo, reduziu fortemente sua replicação.

"A proteína SHe [pequena proteína hidrofóbica] ajuda o vírus a driblar a resposta imune do hospedeiro. Mas o curioso é que, quando analisamos os animais infectados ou humanos que já foram expostos ao VSR, não vemos uma grande resposta contra esse alvo. Então pensamos: vamos induzir uma resposta imune da qual o vírus ainda não aprendeu a se esquivar", explicou Saelens.

Na próxima etapa, a segurança do fármaco será testada em um número maior de voluntários e também será avaliada sua capacidade de induzir uma resposta imunológica duradoura.