Notícia

São Paulo News

Vacina contra o coronavírus em fase final no Instituto Butantan

Publicado em 16 outubro 2020

O Instituto Butantan iniciou o envio da documentação final exigida pelo Ministério da Saúde para registro da Corona vac, vacina contra o coronavírus. O imunizante é desenvolvido pelo Butantan em parceria com a biofarmacêutica chinesa Si novac Life Science. Registro A documentação foi enviada por meio de uma plataforma digital da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para agilizar os processos de registro de potenciais candidatas a vacinas contra o coronavírus. Estágio final Após resultados positivos nas duas primeiras etapas de estudos clínicos com milhares de voluntários na China e no Brasil, a Corona vac está no estágio final de testagem para atestar a eficácia na prevenção da COVID-19. Voluntários vacinados em outubro De acordo com o Butantan, a expectativa é que os voluntários sejam todos vacinados ainda em outubro, com imediato pedido de aprovação emergencial da Corona vac, se a vacina for eficiente. A meta é iniciar a campanha de vacinação contra o coronavírus na segunda quinzena de dezembro, com prioridade para profissionais de todas as unidades públicas e privadas de saúde. eram Investimento A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Todos pela Saúde (Itaú Unibanco) firmaram uma parceria com o Instituto Butantan por meio da ual aportarão R$ 82,5 milhões no desenvolvimento dos ensaios clínicos de fase 3 da vacina Corona vac, da chinesa Si novac Biotech, já em teste com 9 mil voluntários em todo o país, e na adequação de uma fábrica de produção da vacina e de processamento final de imunobiológicos. Eficácia Demonstrada a eficácia da Corona vac, a participação da Fapesp, que totalizará R$ 32,5 milhões, incluirá o apoio ao processo de sua regulamentação junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A Corona vac é obtida pela inativação do vírus “ -CoV-2 propagado em células e cultivado em biorreatores em ambiente controlado. O Instituto Butantan é resonsável pelo fornecimento de 65% de todas as vacinas e por 100% dos soros distribuidos pelo sistema público de saúde no país.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Gazeta de Pinheiros Jornal do Butantã Morumbi News - SP Tribuna de Santo Amaro