Notícia

Agência C&T (MCTI)

Uva na mesa. Para pesquisa

Publicado em 16 novembro 2007

Um trabalho conjunto entre pesquisadores do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e da Unicamp tem avaliado a produção de uvas e vinhos no Estado de São Paulo. As frutas de Jundiaí estão na rodada de estudos e estarão presentes no II Simpósio em Pesquisa e Desenvolvimento em Vitivinicultura, que acontecerá nos dias 21 e 22 de novembro, no Centro de Convenções da Unicamp, em Campinas.

De acordo com a assessoria de imprensa do IAC, o evento é resultado de políticas públicas apoiadas pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), que tiveram início no ano passado, com o objetivo de revitalizar a cadeia vitivinícola. Por isso, o IAC tem acompanhado o desenvolvimento das melhores variedades de uva, principalmente nas cidades com produções mais fortes: Jundiaí, Jarinu, São Roque e São Miguel Arcanjo.

O evento contará com palestras como 'Fisiologia da Videira', 'Uvas - Aptidões e a Produção de Vinhos' e 'Tecnologia para Introdução de Novos Vinhedos para Vinho'. O conhecimento produzido nas universidades será levado até produtores, pesquisadores, representantes de cooperativas e outros interessados no setor.

Ainda acontecerá, durante o seminário, o I Painel do Vinho Paulista, em que serão analisados e classificados os vinhos produzidos em São Paulo, com uvas do próprio Estado. A avaliação das bebidas foi realizada em Jundiaí e a análise sensorial será feita no dia 21 por degustadores. O resultado final será divulgado no evento. Serão premiados dois vinhos de cada tipo. O programa do seminário está no site www.cori.unicamp.br/vitivinicultura2007.

História - Tabulações do Instituto de Economia Agrícola apontam que o Brasil tem produzido cerca de 900 mil toneladas de uvas ao ano, 54,7% oriundas do Rio Grande do Sul. O Estado de São Paulo contribui com 176 mil toneladas, cerca de 20%. São Paulo foi o berço da vinha no Brasil, e Jundiaí sempre esteve nos centros das atenções quando o assunto era produção. "Existem produtores da cidade que estão se especializando cada vez mais", comentou Flávio Ceolim, presidente da Associação Agrícola de Jundiaí.

"Mas a maioria dos agricultores usa o sistema tradicional, só que com insumos e adubos modernos, que garantem uma produção maior e melhor do que aquela de 10 ou 15 anos atrás."

A produção média anual de uvas em Jundiaí gira em torno de 25 mil toneladas.

Segundo dados da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, o principal produto é a uva niagara, cuja plantação ocupa 1.918 hectares.