Notícia

Meio Filtrante online

USP terá quatro novas graduações

Publicado em 30 junho 2011


Agência FAPESP  -  A Universidade de São Paulo (USP) aprovou na terça-feira (28/06), em sessão do Conselho Universitário, a criação de quatro novos cursos de graduação: Engenharia Física, Engenharia Ambiental e Engenharia de Produção, na Escola de Engenharia de Lorena (EEL), e o Bacharelado em Administração, na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), campus de Piracicaba.

Os três cursos aprovados no campus de Lorena oferecerão 120 vagas, 80 em período diurno e 40 em período noturno. O curso de Engenharia Física, com 40 vagas em período diurno, tem como objetivo preparar o profissional com ampla base em física e processos físicos, capaz de atuar e se especializar em qualquer área em que processos físicos são dominantes.

De acordo com a USP, a necessidade de engenheiros formados em lidar com as demandas da área ambiental era uma aspiração antiga da EEL, uma vez que a escola desenvolve importantes pesquisas na área hídrica. O curso oferecerá 40 vagas em período diurno.

Em período noturno, também com 40 vagas, o curso de Engenharia de Produção pretende formar profissionais voltados para a área de qualidade, operações e processos de produção, logística, pesquisa operacional, engenharia do produto e de sustentabilidade, entre outras.

No campus de Lorena, foi aprovada também a substituição do curso de Engenharia Industrial Química, oferecido no período noturno, com 80 vagas, pelo curso de Engenharia Química, que terá seu currículo reformulado, também no período noturno, com o mesmo número de vagas.

As 120 novas vagas da Escola de Engenharia de Lorena (EEL) serão incluídas já a partir do próximo vestibular da Fuvest. Com esses cursos e os novos bacharelados de Ciências Biomédicas e Saúde Pública (aprovados em dezembro, com 40 vagas cada um), o vestibular da Fuvest passará a oferecer, no total, 10.852 vagas para 2012.

Em Piracicaba, a Esalq passará a oferecer o Bacharelado em Administração, com 40 vagas anuais, no período diurno. O profissional formado nesse curso terá sólidos conhecimentos teóricos da administração, além de conhecimentos aplicados nas áreas de gestão do agronegócio, ambiente, recursos naturais e sustentabilidade, economia empresarial e agricultura e produção familiar. Esse curso será incluído no vestibular de 2013.

O Conselho Universitário também aprovou a transferência do curso de Engenharia de Petróleo da Escola Politécnica (Poli) para a cidade de Santos, para os ingressantes a partir de 2012. O curso oferece dez vagas e passará a ser ministrado em um prédio localizado na Vila Matias, no centro da cidade.

Na mesma sessão, o Conselho Universitário aprovou a regulamentação do modelo de avaliação por pareceristas ad hoc para a progressão horizontal na carreira docente. Esse modelo prevê a instituição de uma Comissão Central de Avaliação para Progressão de Nível na Carreira Docente (CCAD), indicada pelo Conselho Universitário, e de Comissões Setoriais Temáticas, com a incumbência de sistematizar e aplicar as normas do processo de avaliação.

A progressão no nível da carreira docente resultará em acréscimo salarial, com variação nos percentuais, de acordo com o nível. Assim como estabelecido para o novo plano de carreira dos servidores técnicos e administrativos, aprovado pelo Conselho Universitário em 10 de maio, a Comissão de Orçamento e Patrimônio incluirá na proposta orçamentária, anualmente, dotação destinada ao atendimento das despesas com a carreira docente.

A estrutura básica da carreira foi aprovada pelo Conselho Universitário, em março de 2009, com o estabelecimento de seis etapas: Professor Doutor 1, Professor Doutor 2, Professor Associado 1, Professor Associado 2, Professor Associado 3 e Professor Titular ?, mas, embora já incorporada ao Estatuto, a forma de avaliação para a progressão horizontal ainda não havia sido regulamentada.

Mais informações: www.usp.br