Notícia

Abradilan - Associação Brasileira dos Distribuidores de Laboratórios Nacionais

USP quer descobrir como tratar depressão

Publicado em 06 fevereiro 2014

Cientistas da USP estão recrutando voluntários para uma pesquisa que desenvolverá um tratamento alternativo para o Transtorno Depressivo Maior (TDM), mais conhecido como “depressão”, sem uso de remédios.

O objetivo é comparar se a Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC) e os antidepressivos têm efeitos semelhantes.

A estimulação transcraniana é uma alternativa segura e eficaz, que atua apenas nas áreas cerebrais relacionadas à depressão.

O medicamento antidepressivo, no entanto, costuma agir não só no local necessário como também em todo o corpo, aumentando as chances de efeitos colaterais.

Os interessados em participar da pesquisa, que tem apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), precisam ter entre 18 e 75 anos, apresentar depressão com sintomas, não utilizar,no momento, o antidepressivo escitalopram e ter disponibilidade para comparecer ao Hospital Universitário da USP por 15 dias consecutivos, excluindo fins de semana.

Para participar, basta encaminhar email para: pesquisacientificahu@gmail.com ou pesquisa.depressao@gmail.com ou se inscrever no site: www. cinausp. org / pesquisa.

DCI