Notícia

Agrolink

USP e Novus inauguram unidade de pesquisa em frangos de corte

Publicado em 18 abril 2011

Convênio acadêmico entre a USP de Pirassununga e a Novus do Brasil aumenta capacidade de pesquisa da faculdade de Zootecnia e contempla bolsas de estudos

Uma parceria entre a Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da USP (FZEA/USP), Campus de Pirassununga, e a Novus do Brasil vai aumentar a capacidade de desenvolvimento de pesquisas com frangos de corte daquela instituição. O convênio inclui o pagamento de bolsas de estudos para iniciação científica e pós-graduação pela empresa e a construção de um aviário experimental para frangos de corte.

O objetivo é fortalecer a relação entre uma instituição de pesquisa e a agroindústria, promovendo pesquisas aplicadas, além de criar oportunidades para o desenvolvimento tecnológico, capacitação educacional de estudantes e qualificação profissional para a agroindústria, destacou o gerente regional da Novus do Brasil, Francisco Olbrich. "Este relacionamento com a comunidade científica mostra que a indústria tem interesse não só comercial, temos interesse ambiental e na capacitação técnica".

O convênio tem o objetivo de realizar estudos e pesquisas para o desenvolvimento de inovações e aperfeiçoamento de produtos utilizados na alimentação de frangos de corte", afirmou a gerente técnica de avicultura da Novus do Brasil e coordenadora deste projeto, Luciana Franco.

O programa deve contribuir para a qualificação de recursos humanos e viabilizar oportunidade aos estudantes de divulgar os conhecimentos aqui gerados em publicações científicas, ressaltou o coordenador de pesquisa e Diretor da FZEA/USP, professor Douglas Emygdio de Faria. "Na prática esse convênio amplia a capacidade de pesquisa da universidade", disse Faria.

Para viabilizar este programa, a Novus do Brasil investiu cerca de R$ 170 mil na construção do aviário experimental. "Outro ponto importante deste projeto é a utilização de protocolos experimentais não só para os cursos de pós-graduação, como também para a graduação, com estágio supervisionado para os estudantes da faculdade", afirmou Faria.

O programa iniciou suas primeiras pesquisas com aves poedeiras e agora estuda frangos de corte. Esta parceria entre a empresa e a universidade prevê a condução de 18 experimentos com frangos de corte conduzidos nos mais variados assuntos.

Este programa tem sido muito importante para a faculdade de zootecnia. Além de contemplar três bolsistas nos cursos de mestrado e doutorado, ele tem a participação de um estudante bolsista de iniciação científica da FAPESP", disse o professor, que completa que existe a possibilidade de um destes três alunos ser selecionado para passar um período nos Estados Unidos para conhecer o centro de pesquisas da Novus em St Louis".

Desafios

Um dos grandes objetivos do convênio acadêmico é contribuir para formar e qualificar profissionais para a atividade. Faria destaca infraestrutura adequada entre os principais desafios na formação de pesquisadores. "A infraestrutura envolve a construção de laboratórios, por isso a formação de convênios como este é tão importante para formar pesquisadores. A Novus está ajudando a viabilizar essa infraestrutura através do convênio".

O pesquisador atribui o desenvolvimento da avicultura brasileira a evolução da pós-graduação no país. "A avicultura é um segmento do setor produtivo que cresce acima da média nacional. A evolução da pós-graduação brasileira permitiu que avicultura crescesse de forma organizada e além das regiões sul e sudeste, o que é muito positivo para o setor. Outra boa notícia é que também formamos pesquisadores nas regiões nordeste e centro oeste", disse o especialista.

Ele defende a importância de desenvolver pesquisas em assuntos de interesse do setor produtivo. "Para mim, que trabalho com pesquisa aplicada, é importante pesquisar o que o setor produtivo vai usar. E temas como ganho de desempenho, economia na formulação da ração, como trazer ganho econômico e rendimento e qualidade de carcaça são assuntos pertinentes e que contribuem de maneira efetiva para otimizar a produção".

Aviário experimental

O aviário construído pela Novus tem 40 unidades experimentais com capacidade para 30 aves cada, além de um sistema hidráulico controlado todo preparado para a avaliação de produtos dosados via água de bebida e um ambiente parcialmente controlado. Tem ventiladores e é fechado com tela metálica, protegido com cortina plástica, para simular um desafio de campo. "A possibilidade de simular um desafio de campo é a grande vantagem desse aviário", disse o professor.

FZEA/USP

A Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA) da Universidade de São Paulo (USP) é uma das mais importantes do país. Sua estrutura conta com um laboratório de avicultura equipado, visando análise de matéria seca, proteína bruta, extrato etéreo (gordura), energia bruta e qualidade interna e externa de ovos, além de contar com mais três aviários experimentais para frangos de corte e poedeiras comerciais.

A FZEA/SP ofrece quatro cursos de graduação: Engenharia de Alimentos, Engenharia de Biosistemas, Medicina Veterinária e Zootecnia, totalizando cerca de 1.200 alunos. São oferecidos também dois programas de pós-graduação, um em Zootecnia (na área de concentração de Qualidade e Produtividade Animal, com nível de Mestrado e Doutorado) e outro de Engenharia de Alimentos (na área de concentração de Ciências da Engenharia de Alimentos, com 160 alunos nos dois programas.

As informações são da assessoria de imprensa da Novus.