Notícia

Folha Nobre

USP e Comitê Gestor da Internet no Brasil assinam acordo de cooperação

Publicado em 07 setembro 2020

Cerimônia de assinatura do acordo foi realizada virtualmente, no dia 21 de agosto

Um acordo de cooperação entre a Universidade de São Paulo (USP) e o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) foi assinado em 21 de agosto, com o objetivo de incentivar a cooperação acadêmica entre as duas instituições. O Instituto de Estudos Avançados (IEA) será o responsável por facilitar a interlocução entre o CGI e as outras unidades da instituição de ensino.

“Esse acordo que assinamos com o Comitê Gestor da Internet é muito importante porque nos permite proporcionar aos nossos alunos e pesquisadores uma discussão sobre as políticas públicas e sociais envolvendo a internet no Brasil”, afirmou o reitor da universidade, Vahan Agopyan, ao Jornal da USP .

O documento estabelece a cooperação para a realização de pesquisas, eventos e a criação de uma plataforma acadêmica para análise e discussão de temas como economia, cultura e poder das redes. Para tanto, o CGI.br investirá R$ 2,5 milhões ao longo de cinco anos, principalmente em bolsas para estudantes de pós-graduação, pós-doutorandos e pesquisadores.

“Sabemos que, daqui para frente, os desafios da governança na internet não serão mais técnicos, mas políticos, sociais e culturais. Esse acordo nasceu da ideia de aprofundar a capacidade reflexiva e de interação do CGI.br com a USP, pois não há nenhum lugar mais adequado para a discussão do que a universidade. Esperamos que essa parceria traga benefícios não apenas para o CGI e a USP, mas para toda a sociedade brasileira”, disse o conselheiro do CGI.br, Luiz Fernando Martins Castro, ao Jornal da USP.

Diretrizes

O Comitê Gestor da Internet no Brasil tem a atribuição de estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da internet no Brasil e diretrizes para a execução do registro de nomes de domínio, alocação de endereço IP e administração pertinente ao domínio de primeiro nível “.br”.

O grupo também promove estudos, recomenda procedimentos para a segurança da rede e propõe programas de pesquisa e desenvolvimento que permitam a manutenção do nível de qualidade técnica e inovação no uso da internet.

“A internet brasileira é muito bem vista internacionalmente, tanto em termos de infraestrutura quanto em linha do tempo. Um ponto importante é que temos uma legislação bastante adequada e nosso esforço agora é preservar essa legislação”, ressaltou ao Jornal da USP o diretor-presidente do NIC.br, Demi Getschko.

“Essa cooperação começou a ser pensada em um colóquio realizado pelo instituto no final do ano passado. Estamos entusiasmados com a perspectiva de, junto com o nosso novo parceiro, trançar novas redes de conhecimentos e de relacionamentos”, salientou ao Jornal da USP o diretor do IEA, Guilherme Ary Plonski.

“Estaremos atentos para que as nossas realizações possuam relevância econômica, expressem profunda sensibilidade cultural e ganhem poder para serem ouvidas pelos formuladores de políticas públicas. Que tenhamos em conjunto a energia e a sabedoria de, com o auxílio da internet, avançar a causa de uma sociedade mais desenvolvida e equânime, menos polarizada e mais feliz”, acrescentou.

A cerimônia virtual foi acompanhada pelo secretário executivo do CGI.br, Hartmut Glaser; pela vice-diretora do IEA, Roseli de Deus Lopes; pelo professor da Escola de Comunicações e Artes (ECA), Eugênio Bucci, que será o coordenador acadêmico da Cátedra Oscar Sala; pelo diretor do Itaú Cultural, Eduardo Saron; e pela superintendente do Itaú Social, Angela Dannemann; entre outros dirigentes e pesquisadores.

Cátedra Oscar Sala

A cerimônia também marcou o lançamento da Cátedra Oscar Sala, primeira ação resultante do acordo de cooperação entre USP e CGI. A nova cátedra atuará em três eixos: curadoria e apoio a pesquisas; disseminação e debates; e cooperação técnica.

Entre as atividades planejadas para acontecer ainda neste ano estão dois seminários virtuais abordando temas como o futuro do jornalismo e a governança na internet. Outra iniciativa em andamento é a criação da disciplina de pós-graduação Economia, Cultura e Poder na Internet, que será oferecida a todos os alunos de mestrado e doutorado da USP, a partir do ano que vem.

A cátedra homenageia o professor emérito do Instituto de Física, Oscar Sala, que teve um papel fundamental na inclusão do Brasil em redes acadêmicas e na implantação e desenvolvimento da internet no País.

Além de pesquisador reconhecido na área de física nuclear, Sala foi fundador da Sociedade Brasileira de Física (SBF), presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), diretor científico e depois presidente do Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC).

A Cátedra Oscar Sala é a quinta atualmente em atividade do IEA e se junta às cátedras de Educação Básica; Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência; Unesco para Sustentabilidade do Oceano; e Sérgio Henrique Ferreira.

Fonte: www.saopaulo.sp.gov.br/ultimas-noticias/usp-e-comite-gestor-da-internet-no-brasil-assinam-acordo-de-cooperacao