Notícia

Inovação Tecnológica

USP é 15ª entre melhores "universidades digitais" do mundo

Publicado em 08 agosto 2012

A Universidade de São Paulo (USP) ocupa a 15ª posição na última edição do Webometrics Ranking of World Universities.

É a única instituição de fora dos Estados Unidos entre as 20 mais bem colocadas.

O ranking é uma iniciativa do Cybermetrics Lab, grupo de pesquisa do Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC) da Espanha.

O Webometrics afere a presença e relevância na internet, ou seja, a visibilidade da produção científica e acadêmica disponível na rede.

Superação

A USP ganhou cinco posições em relação à listagem anterior, divulgada em janeiro, na qual ocupava o 20º lugar.

No ranking atual, a USP esta à frente de universidades como Yale e de Chicago e do Instituto de Tecnologia da Califórnia, nos Estados Unidos, e das universidades de Cambridge e Oxford, no Reino Unido.

Na primeira colocação da lista, que leva em consideração a presença dos trabalhos científicos na internet, está a Universidade Harvard, seguida do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e da Universidade Stanford, todas nos Estados Unidos.

Universidades na internet

A Unicamp ocupa agora a 121ª posição no Webometrics - a Universidade de Campinas era a 193ª no levantamento anterior.

A seguir, entre as instituições brasileiras mais bem colocadas, destacam-se as federais de Santa Catarina (98º), do Rio Grande do Sul (124º), do Rio de Janeiro (172º) e de Minas Gerais (184º).

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) ocupa a 213ª posição.

Pesquisas on-line

O ranking é elaborado desde 2004.

Para chegar ao resultado, o Webometrics leva em consideração, prioritariamente, os trabalhos científicos das universidades publicados na internet, não apenas em revistas científicas, mas também em seus próprios sites.

O objetivo original do levantamento é estimular a publicação on-line de pesquisas.

Entre os critérios utilizados na elaboração do ranking estão a abertura aos usuários, o volume total de material disponível na web, a qualidade da produção, o impacto e o compromisso com a publicação de trabalhos acadêmicos em revistas científicas internacionais.

No quesito Abertura aos Usuários, a USP figura em segundo lugar, depois do Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Zurique, na Suíça.

O ranking completo e mais informações estão em: www.webometrics.info/top12000.asp.

Com informações Agência Fapesp