Notícia

InfraROI

USP cria sistema de prevenção e alerta de inundações - InfraRoi

Publicado em 29 janeiro 2018

A Universidade de São Paulo (USP) criou uma tecnologia para alertar e prevenir as consequências das inundações e o processo foi detalhado na edição eletrônica da revista Pesquisa, da Fapesp. Formado por uma malha de sensores submersos, o sistema monitora rios e córregos urbanos, incluindo dados sobre alterações na altura da coluna d’água. Ao mesmo tempo, um grupo de câmeras pode registrar imagens locais, com foco no leito dos rios. O conjunto de informações – sensores e imagens – é encaminhado para a nuvem, onde é acessado pela Defesa Civil. Bingo.

“Diferentemente da hidrometria convencional, em que os dados só são coletados quando o usuário vai até a estação para extraí-los, numa rede de sensores sem fio, como a nossa, as informações são transmitidas em tempo real para os interessados”, explica Jó Ueyama, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da USP de São Carlos e coordenador do projeto. De acordo com a revista Fapesp, o cientista lembra que o sistema criado pela USP “também faz previsão de enchentes usando mecanismos de inteligência artificial, como as redes neurais, e permite incorporar sensores de poluição, o que pode ser de grande valia para monitorar a qualidade da água”, diferente de soluções importadas.

Batizado de e-Noé, o sistema foi testado nos córregos Monjolinho e Tijuco Preto, de São Carlos, que costumam transbordar, e continua sendo aprimorado. Os próximos passos incluem o investimento em energia solar e em baterias de alta capacidade para garantir o suprimento de energia do sistema. Custo? Segundo a USP, o pacote completo, com sensor de pressão, câmera, software para processamento das informações, rede sem fio e modem de telefonia 4G, deverá custar R$ 15 mil, sendo que um sensor deve ser instalado a cada ponto de alagamento.