Notícia

Gestão C&T

USP apresenta resultados do estudo Excelência em Engenharia Global

Publicado em 17 dezembro 2006

Por Agência FAPESP

Com o objetivo de traçar o perfil do engenheiro na economia globalizada e apresentar quais são os principais requisitos para a prática da profissão, o estudo "Excelência em Engenharia Global" mobiliza esforços de oito universidades, oriundas de seis países. Uma das instituições envolvidas é a Escola Politécnica da Universidade da Universidade de São Paulo (Poli-USP), que apresentou os resultados do projeto no dia 12, na capital paulista.
O trabalho é uma iniciativa da AG Continental, empresa alemã do setor automotivo. A pesquisa foi liderada pela Universidade Técnica Darmstadt, da Alemanha. Além da Poli-USP, as seguintes instituições também participam do projeto: Instituto de Tecnologia de Massachussetts e Instituto de Tecnologia da Geórgia (Estados Unidos); Escola Politécnica de Zurique (Suíça); Universidade Tsinghua e Universidade Jiaotong (China); e Universidade de Tóquio (Japão).
Ao longo do estudo, foram analisados fatores históricos, econômicos e sociais de cada país, desafios do mercado e necessidades da indústria em relação à força de trabalho dos engenheiros. A pesquisa aponta que ter formação de nível superior consistente não é garantia de um bom desempenho no mercado de trabalho, sendo necessário que o engenheiro se prepare para atuar em escala global.
A íntegra do estudo está disponível no site www.global-engineering-excellence.org, em inglês e alemão. Até o final do mês, será lançada uma versão resumida do trabalho em 12 idiomas, incluindo o português. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (11) 3091-5420 ou 3091-5457.
(Com informações da Agência Fapesp)