Notícia

Folha de Paraguaçu

Uso de vírus reduz contaminação de tubos para ventilação mecânica

Publicado em 20 maio 2021

Os tubos endotraqueais são usados na intubação de pacientes que necessitam de ventilação mecânica, porém há contaminação nesses tubos que levam bactérias altamente resistentes a antibióticos para os pulmões, sendo a principal causa de mortes dentro das UTIs.

Um novo estudo feito por grupo de pesquisadores apoiado pela FAPESP isolou cinco novos vírus, chamados de bacteriófagos, que atacam exclusivamente bactérias e obteve sucesso ao utilizá-los na redução da contaminação bacteriana em tubos endotraqueais.

Os pesquisadores do campus de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP) pretendem agora isolar as principais proteínas usadas pelos vírus para atacar as bactérias e avaliar sua eficácia no revestimento de superfícies de produtos para saúde, como os tubos endotraqueais. O estudo teve ainda participação de pesquisadores da Universidade do Minho, em Portugal, e da Universidade de Innsbruck, na Áustria.

Os resultados desses estudos podem ajudar no desenvolvimento de novos agentes antimicrobianos para o enfrentamento de infecções graves.