Notícia

Terra

Urso-polar originou de ancestral comum ao urso-marrom

Publicado em 03 março 2010

Análises de fósseis raros mostram que o urso-polar originou de ancestral comum com o urso-marrom há cerca de 150 mil anos. Segundo o estudo, o grande mamífero, um dos maiores carnívoros terrestres, evoluiu recentemente e se adaptou em pouco tempo à vida no Ártico.

Os autores do estudo, dos Estados Unidos e da Europa, chagaram a esse conclusão através sequenciamento do mais antigo genoma conhecido do animal, feito a partir de fósseis bem-preservados, com idade estimada entre 110 mil e 130 mil anos, encontrados em 2004 no arquipélago de Svalbard, na Noruega. O estudo será publicado no site e em breve na edição impressa da revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

Charlotte Lindqvist, da Universidade de Buffalo, um dos autores do estudo, considera que os resultados da pesquisa confirmam que o urso-polar é uma espécie de evolução rápida e recente durante o fim do Pleistoceno.

Segundo informações da Agência Fapesp, embora os resultados do estudo demonstrem a grande capacidade de adaptação do urso-polar em sua origem, os pesquisadores alertam que isso não garante que o mesmo ocorra no futuro. "As mudanças climáticas podem estar ocorrendo atualmente em um ritmo tão acelerado que o urso-polar não conseguiria acompanhar", disse Charlotte.