Notícia

Aprendiz

Univesp instala comitê diretivo

Publicado em 17 março 2009

A Secretaria de Ensino Superior do Estado de São Paulo deu posse na semana passada aos 25 integrantes do comitê diretivo do Programa Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), de expansão de vagas no ensino superior paulista com uso de novas tecnologias de informação e comunicação.

Foram anunciados os três primeiros cursos do programa: Especialização em Ética, Valores e Saúde na Escola (início previsto para maio), Pedagogia (agosto) e Licenciatura em Ciências (setembro).

Outras sete iniciativas foram apresentadas aos integrantes do comitê diretivo. Uma deles é o Programa da Rede São Paulo de Formação Docente, formado por 16 cursos de especialização a serem realizados pelas três universidades públicas estaduais. A iniciativa da Secretaria de Educação em parceria com a Secretaria de Ensino Superior deve atingir, em três etapas, cerca de 180 mil professores e gestores da rede estadual de ensino, com uma oferta inicial de 60 mil vagas.

Durante a reunião também foram exibidos trechos de programas-aula que estão sendo apresentados desde 9 de março, experimentalmente, pelo canal digital exclusivo da Univesp TV, da Fundação Padre Anchieta, também parceira e integrante do programa.

O curso de Pedagogia, a ser ministrado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), oferecerá formação em nível superior para professores em exercício que queiram se habilitar ao exercício da educação infantil e dos anos iniciais do ensino fundamental.

Serão 5 mil vagas, divididas em turmas de 50 alunos com atividades presenciais em dois dias por semana. Tem carga de 3.390 horas e será desenvolvido em 70 polos no Estado.

O curso de Licenciatura em Ciências, desenvolvido pela Universidade de São Paulo (USP), terá 2.835 horas e se destina a quem tem diploma do ensino médio e quer se graduar para o exercício de atividade docente de 5ª a 8ª séries. Deverá garantir a formação de um profissional que tenha compreensão abrangente e integrada das ciências naturais, de forma a propiciar o reconhecimento do sentido histórico da ciência e da tecnologia.

Serão 360 vagas – 90 vagas em cada um dos quatro diferentes polos de apoio presencial nos campi da USP em São Paulo, Ribeirão Preto, São Carlos e Piracicaba.

O curso de especialização em Ética, Valores e Saúde na Escola terá 336 vagas, 456 horas e se dirige a professores em exercício na educação básica no estado. Também desenvolvido pela USP, pretende dar instrumentos para que o professor promova no cotidiano das escolas ações de formação ética que visem à cidadania e ao respeito à diversidade humana, com foco em temas de saúde.

O curso adota a metodologia de aprendizagem baseada em problemas. Será desenvolvido inicialmente com sete turmas de 48 alunos, em quatro polos de apoio presencial em São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto e São Carlos.

O comitê diretivo do programa Univesp é constituído por: Carlos Vogt (presidente), secretário de Ensino Superior do Estado de São Paulo; Nina Beatriz Stocco Ranieri, secretária-adjunta da Secretaria de Ensino Superior do Estado de São Paulo; os reitores da USP, Suely Vilela, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), José Tadeu Jorge, e da Unesp, Herman Jacobus Cornelis Voorwald; Maria Helena Guimarães de Castro, secretária da Educação; Laura Laganá, superintendente do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza; Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP, representando Celso Lafer, presidente da Fundação; Paulo Markun, diretor-presidente da Fundação Padre Anchieta, e Mônica Teixeira, coordenadora da Univesp TV; Sheila Zambello de Pinho, pró-reitora de Graduação da Unesp; Vera Lúcia Cabral Costa, da Fundação de Desenvolvimento Administrativo; Neide Cruz, da Imprensa Oficial; Maria Alice Pereira, da Secretaria da Educação; João Cardoso Palma Filho, da Unesp; José Armando Valente e Vera Solferini, da Unicamp; Sonia Teresinha de Souza Penin e Gil da Costa Marques, da USP; e Fernanda Montenegro de Menezes, Antonio Felix Duarte, Claudio Falcone, Helena do Carmo Antunes, Jocimar Archangelo e Waldomiro Loyolla, da Secretaria de Ensino Superior.

(Agência FAPESP)