Notícia

A Tribuna (Santos, SP)

Universidades buscam financiamento

Publicado em 20 março 2007

As universidade que compõem a comissão de estudos sobre a atividade portuária querem obter financiamentos para as pesquisas do setor. As entidades apresentaram o pedido, ontem, ao deputado estadual Paulo Alexandre Barbosa (PSDB-SP) e definiram o cronograma para a execução dos levantamentos.
Segundo o diretor-geral da Universidade Paulista (Unip), Edison da Silva Monteiro, existem recursos públicos reservados para o custeio de linhas de pesquisas. Ele sugeriu que essas verbas fossem captadas junto à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). ''Os financiamentos para este tipo de trabalho são muito grandes. O valor disponível para os estudos representa 1% do ICMS (recolhido pelo Estado). Seria interessante que o Paulo Alexandre conseguisse viabilizar essas verbas'', propôs.
Para Monteiro, a Fapesp pode liberar o dinheiro necessário mediante a apresentação do projeto de pesquisa e a indicação de um professor pesquisador, que seja mestre ou doutor, para se responsabilizar sobre o uso da verba.
Já o coordenador da Universidade Católica de Santos (UniSantos), Alberto Claro, confirmou que o financiamento é fundamental para a execução das pesquisas sobre mão-de-obra portuária e o seu impacto econômico na região e sobre a relação Porto-Cidade, as duas primeiras questões que serão analisadas. ''As universidades não estão com verbas sobrando para pesquisas. É importante ter um órgão para colaborar nos gastos dos estudos, que são grandes'', argumentou.
O pedido dos representantes da comissão já vem sendo negociado, admitiu o deputado estadual Paulo Alexandre Barbosa. ''Mas antes precisamos finalizar o projeto básico, aprová-lo e, então, pedir o financiamento, seja público ou privado''. Ele explicou que já conversou com companhias particulares interessadas em investir nessas pesquisas. ''É grande a disposição das empresas''.
Barbosa contou, ainda, que a própria Assembléia Legislativa tem mecanismos para custear esses estudos. Sobre a participação da Fapesp, o parlamentar afirmou que os recursos demorariam para ser liberados, em razão de trâmites burocráticos.
Além do financiamento, os integrantes da comissão conheceram o projeto básico de pesquisa e o formato do site www.portouni versidade.com.br, que terá informações sobre a atividade portuária. A idéia é disponibilizar os acessos ao site a partir de 2 de abril, mesma data da reunião marcada para a aprovação do projeto básico.