Notícia

Diário do Comércio (MG) online

Universidades alemãs buscam intercâmbio no Brasil

Publicado em 02 abril 2010

Para estreitar ainda mais os laços com as instituições de ensino superior brasileiras, uma delegação científica e de intercâmbio acadêmico da Alemanha esteve em visita no Brasil no mês passado.

A delegação, formada por 15 administradores de grandes universidades alemãs e representantes do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (Daad), permaneceu no Brasil até o dia 27. Com o objetivo de conhecer melhor o trabalho de instituições brasileiras de ensino superior e de aproximar e intensificar as relações acadêmicas entre Brasil e Alemanha, os membros da comitiva visitaram universidades, escolas politécnicas e fundações de pesquisa em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro.

Na capital federal, os integrantes da delegação alemã encontraram-se com representantes da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) para discutir temas como o panorama e a internacionalização do ensino superior, a avaliação dos programas de pós-graduação e os programas de ensino a distância e Pro-Uni de bolsas.

Em São Paulo, além de reuniões sobre o desenvolvimento de grandes centros de pesquisa com representantes da Universidade de São Paulo, a comitiva alemã visitou o Instituto de Pesquisas Tecnológicas e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). A cooperação internacional, a formação de jovens pesquisadores, a transferência de tecnologia e a criação de empresas de tecnologia de ponta foram os temas discutidos nos locais.

Já no Rio de Janeiro, última escala da visita, a agenda da delegação alemã incluiu reuniões na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Fundação Oswaldo Cruz e no Instituto de Pesquisas do Jardim Botânico. Entre os principais temas, a organização administrativa das instituições de ensino superior, contratos de pesquisa e trabalho conjunto com escolas de economia, duplo-diploma, cooperação internacional com centros de excelência na África e pesquisas em ciências da vida, biotecnologia e saúde pública.

Ano Brasil-Alemanha - A visita da delegação alemã acontece um pouco antes da abertura oficial do Ano Brasil-Alemanha de Ciência, Tecnologia e Inovação. A iniciativa, anunciada em Berlim, em dezembro de 2009, pela chanceler Angela Merkel e pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, irá comemor os mais de 40 anos de parceria entre Brasil e Alemanha nas áreas de ciência e pesquisa.

De abril de 2010 a abril de 2011, as atividades do ano comemorativo estarão focadas nas pesquisas de ponta, com ênfase em inovação, cooperação acadêmica e sustentabilidade e tecnologia. Contando com eventos tanto no Brasil quanto na Alemanha, a programação fortalecerá as instituições e os locais de pesquisa e estabelecerá um novo tipo de cooperação entre brasileiros e alemães, sempre com o objetivo de buscar soluções sustentáveis e inovadoras para os desafios do nosso tempo.