Notícia

JC e-mail

Universidade cria jogo que estimula raciocínio e aprendizado de Química

Publicado em 12 setembro 2007

Centro de Excelência da Fapesp desenvolve jogo "Chemical Sudoku"

O Sudoku é um jogo milenar de origem japonesa e tipicamente é feito com algarismos de 0 a 9 e consiste na organização em linhas e colunas sem que haja repetições de elementos.

O Centro Multidisciplinar para o Desenvolvimento de Materiais Cerâmicos (CMDMC), em parceria com a empresa spin-off Aptor Software, desenvolveu uma versão educativa do jogo, o Chemical Sudoku, com a aspiração de promover a familiarização da química e oferecer uma alternativa educativa para a população, em especial para crianças e jovens estudantes.

A regra é bem simples, basta inserir os elementos nas linhas e colunas sem que se repitam, porém para que isso aconteça o raciocínio envolvido é significativo.

O Chemical Sudoku do CMDMC utiliza a idéia básica, porém, os elementos a serem ordenados não são algarismos, e sim a simbologia química. Isso faz com que além de divertimento o jogador possa despertar interesse e aprender química enquanto joga.

Para isso foi desenvolvido com muita interatividade, como por exemplo, ao se selecionar o elemento desejado pode-se ouvir a pronúncia e ver a grafia do nome dele em português.

Dessa maneira o jogador poderá associar as siglas aos elementos se divertindo. O Chemical Sudoku possui um ranking de pontuação, que é outro fator atrativo.

São vários jogos diferentes do Chemical Sudoku e o ranking é constituído da soma das melhores pontuações do jogador, motivando-o a jogar diferentes Sudoku's, manipulando diversas simbologias químicas.

O público alvo desse jogo são crianças e estudantes jovens e adolescentes, porém pessoas de qualquer idade podem ter horas de muita diversão quebrando a cabeça com o jogo.

A união entre o divertimento e o aprendizado é uma alternativa muito interessante para aqueles que têm dificuldade no estudo ou aprendizado da química (estudantes de ensino médio, por exemplo) e também um ótimo fator para despertar o interesse pela química, para os que ainda não a conhecem ou têm pouco interesse pela área.

Além da química outra habilidade que todos podem desenvolver enquanto brincam é o raciocínio lógico, muito exigido pelo jogo. Para que o jogo possa ser vencido o jogador terá que colocar o cérebro em ação e de maneira intuitiva realizar exercícios de lógica e achar a solução para as diversas situações que podem ser enfrentadas.

O tempo é um fator que também desafia os jogadores, pois quanto maior o tempo gasto, menor a pontuação. Dessa forma o raciocínio não se torna somente lógico, mas também rápido.

O Chemical Sudoku pode ser acessado gratuitamente por intermédio do site do CMDMC (http://www.cmdmc.com.br/sudoku).

A psicóloga Luciana Bittar, consultada no desenvolvimento dos aspectos psico-pedagógicos envolvidos no jogo, diz que "a interação em diferentes sentidos simultaneamente como visão (pelas formas e cores), audição (pelo som) e tato (movimento do mouse) facilita o aprendizado e torna agradável a memorização dos elementos químicos".

Para Thiago Jabur, doutorando em Ciência da Computação e gerente da Aptor Software, "o desenvolvimento de jogos educativos na Internet está crescendo no mundo todo e é uma excelente forma de interação com jovens e adultos que aprendem brincando. Temos uma equipe especializada de pedagogos e psicólogos que orientam na criação dos jogos. A idéia é incrementar cada vez mais o Chemical Sudoku com fórmulas e outros símbolos químicos".

De acordo com Elson Longo, diretor do CMDMC, a novidade deverá trazer ótimos resultados: "O jogo é um complemento de atividades que já conduzimos em escolas de ensino médio e fundamental como a III Olimpíada de Matemática, Química e Física que movimentou mais de 10 mil alunos. Com auxílio de novos recursos de multimídia e tecnologia da informação esperamos abranger com o Chemical Sudoku, a partir da Internet, alunos de todo o país".

O CMDMC reúne pesquisadores do Instituto de Química (IQ) da Unesp, USP-São Carlos e da UFSCar e integra o programa Cepid — Centros de Pesquisa Inovação e Difusão — da Fapesp.

(Assessoria de comunicação do CMDMC)