Notícia

Gazeta Mercantil

Unitau passa a integrar biblioteca eletrônica

Publicado em 08 outubro 2001

Por Ana Lúcia Abranches - de Taubaté - aabranch@gazetamercantil.com.br
A Universidade de Taubaté (Unitau) passa a integrar o seleto grupo de universidades e institutos de pesquisas do Estado de São Paulo com acesso ao Programa de Biblioteca Eletrônica (Probe). Cerca de 21 mil professores, pesquisadores e alunos terão acesso, a partir do final deste mês, a mais de 1,6 mil títulos de publicações eletrônicas de natureza científica de quatro grandes editoras mundiais. O Probe, consórcio lançado em 1999, é formado por cinco universidades públicas, entre elas, a Universidade de São Paulo (USP), Universidade de Campinas (Unicamp). Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e outros institutos de pesquisa. "Teremos acesso não apenas ao resumo, mas aos títulos completos em diversas áreas como Exatas, Humanas, Biologia e Ciências da Saúde", diz o assessor de Relações Externas e Interuniversitárias da Unitau, Paulo Remi Guimarães Santos. Hoje, são mais de um milhão de revistas científicas no mundo, o que tornaria impossível armazenar nas bibliotecas um volume tão grande de publicações. A operacionalização do sistema será feita pela Biblioteca Central da Univap onde estarão liberados computadores ligados à rede de pesquisa do Estado de São Paulo (ANSP), órgão responsável pela disponibilização das informações para as instituições de ensino. De acordo com a Univap, a coordenação do comitê ficará à cargo da Fapesp, a quem compete a viabilização do funcionamento da biblioteca eletrônica.