Notícia

Jornal de Piracicaba

Unimed inaugura 1º espaço anti-covid no Shopping

Publicado em 08 julho 2021

Inauguração teve participação da diretoria da cooperativa

Sempre inovando, a Unimed Piracicaba inaugurou ontem (07), o Espaço Conceito no Shopping Piracicaba, que já é tendência nas grandes capitais do País. A partir de agora, beneficiários, médicos e comunidade da cidade e região contam com ponto exclusivo de informações sobre planos de saúde e muita interatividade no piso L2, área nobre do centro comercial.

A loja dispõe de tecnologia anti-Covid-19 nos móveis para segurança dos visitantes. “Trouxemos este novo local com o objetivo de nos aproximar ainda mais daqueles que precisam e querem saber sobre a nossa Cooperativa, além da flexibilidade de horários, uma vez que a loja seguirá o funcionamento do Shopping”, informou Carlos Joussef, presidente da Unimed Piracicaba. O dirigente revela que no Espaço Convívio Unimed será possível conhecer sobre os planos de saúde e serviços assistenciais, como SOS Unimed e SOU (Saúde Ocupacional Unimed), além de um lounge com área de descanso, leitura, videogame e videowalls com programação exclusiva. “Além disso, a loja dispõe de profissionais treinados para atender aqueles que precisam sanar dúvidas e saber mais informações sobre os serviços da cooperativa médica”, finalizou Joussef.

PROTEÇÃO

Mais do que atender beneficiários, médicos e comunidade, o novo local traz segurança ao implantar tecnologia anti-Covid-19. Mesas, cadeiras e divisórias foram revestidas com adesivo plástico, que elimina o coronavírus com 99,84% de eficácia. A loja é a primeira a dispor deste recurso em centros comerciais no País. Composto de micropartículas de sílica e plástico, o material foi desenvolvido pela Promaflex Industrial, por meio do apoio do Programa Fapesp Pipe, e passou por testes no Instituto de Ciências Biomédicas da USP (Universidade de São Paulo). “Os resultados das análises do material genético viral por PCR indicaram redução de quase 100% das cópias do Sars-CoV-2 que entraram em contato com amostras do filme adesivo”, explicou Lúcio Freitas Junior, pesquisador da USP.

 

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
A Tribuna Piracicabana