Notícia

Portal da Universidade Federal de São Paulo

Unifesp desenvolverá software de logística para navios

Publicado em 03 janeiro 2011

O projeto, que será desenvolvido pelo Instituto de Ciência e Tecnologia - ICT/Unifesp, visa o desenvolvimento de um protótipo de software que aperfeiçoe a logística de carregamento e transporte de cargas de navios porta-contêineres e graneleiros no país.

Aprovado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), o projeto "Otimização dos custos de carregamento e de transporte de cargas por navios: aspectos teóricos e computacionais" pretende abordar os problemas de forma multiobjetiva e buscar soluções eficientes para auxiliar a tomada de decisão das empresas, em particular da Vale S.A.

De acordo com Luiz Leduíno de Salles Netto, coordenador do projeto, o aperfeiçoamento da logística de carregamento e transporte de forma integrada é essencial para grandes indústrias, mas ainda são considerados problemas desafiadores do ponto de vista matemático e computacional. "A melhor forma de alocar os contêineres em diferentes portos e definir a melhor rota, apesar de sua importância, tem sido pouco estudada na literatura", explica. "É comum a utilização de simulação destes processos pelas empresas, mas não a formulação matemática como um problema de otimização".

Uma das primeiras metas do projeto, de acordo com Leduíno, é elaborar um plano que reduza ao máximo o número de movimentos desnecessários das cargas para diminuir os custos de deslocamentos, que podem ser muito consideráveis, e a minimização da rota. "Além do desenvolvimento de novos métodos para melhoria da competitividade da indústria nacional e da formação de recursos humanos, acreditamos que o projeto resulte na criação de um novo grupo de pesquisa na área de otimização de carregamento e rotas de navios", completa.

O trabalho foi apresentado como proposta individual à FAPESP, no âmbito do Termo de Cooperação para o Desenvolvimento Tecnológico assinado com as Fundações de Amparo à Pesquisa dos Estados de Minas Gerais (FAPEMIG) e Pará (FAPESPA) e a empresa Vale S.A. A cooperação tem como objetivo apoiar a pesquisa científica, tecnológica ou de inovação a serem desenvolvidos nas áreas de mineração, energia, biodiversidade e siderurgia por instituições de ensino superior públicas ou privadas destes estados.

Também participam do projeto os professores Armando Zeferino Milioni e Kelly Cristina Poldi, do ICT - Unifesp; Márcia Aparecida Gomes Ruggiero, Antonio Carlos Moretti e Franscico Magalhães Gomes, da Unicamp; e Aníbal Tavares de Azevedo, da Unesp.