Notícia

Ao Mestre com Carinho

Unicamp oferece gratuitamente acervo digitalizado de qualida

Publicado em 13 julho 2005

Por Thiago Romero, da Agência FAPESP

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) conseguiu esta semana um feito importante para a divulgação do conhecimento científico e tecnológico no Brasil. A Biblioteca Digital da instituição ultrapassou a marca das 5 mil teses digitalizadas, consagrando-se como um dos maiores acervos digitais do país.
O objetivo de difundir a produção intelectual e científica da Unicamp com precisão e rapidez está cada vez mais presente. Atualmente, estão disponíveis no banco 2.973 dissertações de mestrado e 2.038 teses de doutorado. O público tem sido ávido pelas valiosas informações: desde a inauguração, em 2003, já foram baixados pela Internet 527.574 arquivos.
"Essa procura é sinal claro da maior visibilidade do conhecimento que é gerado no âmbito acadêmico", disse Luiz Atílio Vicentini, coordenador do Sistema de Bibliotecas da Unicamp, à Agência FAPESP. "Mais de 23 mil teses já foram defendidas até hoje por alunos da Unicamp. E quase 23% dessas pesquisas estão disponíveis gratuitamente e na íntegra pela Internet. A nossa meta é chegar a 7 mil teses até o final do ano."
O estudo mais acessado da biblioteca foi uma dissertação de mestrado apresentada na Faculdade de Educação (FE), que já recebeu 10.241 visitas e 3.336 downloads. O estudo (In)disciplina na escola: cenas da complexidade de um cotidiano escolar é de autoria de Cândida Maria Santos Daltro Alves.
O endereço da biblioteca da Unicamp é http://www.unicamp.br/bc/.

Agência FAPESP