Notícia

O Povo online

Unicamp lança site dedicado a Monteiro Lobato

Publicado em 01 agosto 2006

Pesquisadores do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), na Unicamp, lançam um novo site dedicado a Monteiro Lobato, um dos mais influentes escritores brasileiros do século 20. O site é resultado do projeto temático "Monteiro Lobato (1882-1948) e outros modernismos brasileiros", que conta com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da FAPESP.
O objetivo é divulgar informações a partir de fontes primárias de propriedade da família do autor e que foram arquivadas no Centro de Documentação Alexandre Eulálio (Cedae) do IEL. Estão presentes trechos de livros, documentos de trabalho, fotos de família, desenhos e pinturas em aquarela feitos por Lobato, teses, dissertações e ensaios sobre o autor e até mesmo imagens digitalizadas de cartas enviadas por ele a amigos e à mulher, Maria Pureza Natividade Gouvêa.
"Nossa proposta é modificar parte da cultura arquivística brasileira de pouca divulgação online de documentos. A disponibilização de arquivos na internet em nada prejudica a importância dos documentos originais", disse Marisa Lajolo, professora do IEL. "Isso é importante para fortalecer a noção de memória cultural do País, permitindo que outros herdeiros de autores importantes se lembrem que também podem contribuir nesse sentido."
Segundo a professora do IEL, outro dos objetivos do site é levantar a questão dos limites dos direitos autorais de domínio público e privado, no que se refere a objetos culturais pertencentes à memória nacional. "É comum ouvir dizer que o brasileiro não têm memória. Mas isso ocorre pela dificuldade de acesso aos documentos que marcam essa memória. Consultá-los, infelizmente, tem sido privilégio de poucos", ressalta.
Um arquivo com a árvore genealógica de Lobato e a descrição de toda a bibliografia disponível sobre o autor, o que inclui literatura infantil e adulta, obras de referência, artigos publicados em periódicos e textos em jornais e revistas completam a lista de assuntos do site.
"Esse amplo conteúdo abre espaço para que sejam projetadas novas pesquisas sobre Monteiro Lobato, sobre o modernismo paulista e sobre literatura infantil, de modo que o conhecimento passe a ser construído de forma mais sistemática", disse Marisa.