Notícia

Esteta

Unicamp entrega título de Professor Emérito

Publicado em 07 novembro 2012

Adil Samara e Anibal Faúndes receberam o título de Professor Emérito da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), honraria máxima conferida pela universidade aos docentes que se distinguiram no exercício da atividade acadêmica e por relevantes serviços à ciência e ao país.

De acordo com a Unicamp, a Assembleia Universitária Extraordinária foi presidida pelo reitor Fernando Ferreira Costa, no dia 1º/11, no Salão Nobre da Faculdade de Ciências Médicas (FCM).

Anibel Eusébio Faúndes Latham graduou-se na Universidade do Chile em 1955 e, em 1970, tornou-se professor titular de obstetrícia. Coordenou o Programa de Saúde da Mulher no primeiro ano do governo de Salvador Allende. Impedido de permanecer no país com o golpe de Pinochet, em 1973, seguiu para a República Dominicana.

Contratado pela Unicamp em 1976, no ano seguinte, juntamente com José Aristodemo Pinotti, criou o Centro de Pesquisa em Saúde Reprodutiva de Campinas (Cemicamp).

Coordena o Grupo de Trabalho sobre Prevenção do Aborto Inseguro da Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia (Figo) e também os Fóruns Interprofissionais de Violência Sexual. Seu livro O drama do aborto: em busca de um consenso, em coautoria com José Barzelatto, tornou-se referência não apenas na área médica, mas em todas envolvidas com o tema. Conduz e coordenou diversas pesquisas com apoio da FAPESP.

Adil Muhib Samara é formado pela Faculdade Nacional de Medicina da Universidade do Brasil (hoje Federal do Rio de Janeiro). Foi fundador e chefe das disciplinas de Reumatologia da Unicamp, da PUC de Campinas e da Universidade de São Francisco.

É presidente da Sociedade Brasileira de Reumatologia. Em agosto, foi nomeado Master do Colégio Americano de Reumatologia, título outorgado pela primeira vez a um brasileiro em 75 anos de história da sociedade médica.

Mais informações: www.unicamp.br/unicamp/noticias/2012/11/01/adil-samara-e-anibal-faundes-sao-professores-emeritos

Fonte: Agência FAPESP