Notícia

Correio Popular

Unicamp anuncia Agência de Inovação

Publicado em 14 abril 2003

Por Maria Teresa Costa - Do Correio Popular - teresa@cpopular.com.br
A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) está criando uma Agência de Inovação, com previsão de funcionamento para maio, anunciou o reitor Carlos Henrique de Brito Cruz. A Agência será uma espécie de Poupatempo da ciência e da tecnologia, onde empresas e órgãos do poder público encontrarão informações e a ajuda necessária ao desenvolvimento de seus projetos empresariais ou públicos. A proposta da universidade é consolidar e tornar mais coerentes as ações no que diz respeito ao relacionamento externo na atividade de pesquisa e ensino. A agência, detalha Brito Cruz, será um lugar onde o interessado em estabelecer relacionamentos com a universidade receberá toda a ajuda necessária para montar a cooperação, mesmo que isso envolva outros órgãos da Unicamp. "Vamos buscar essas parcerias não para gerar receita para a universidade, embora isso possa acontecer, mas o objetivo central é que essas parcerias possam contribuir com as atividades nucleares que são o ensino, a pesquisa e o avanço do conhecimento", relata. Um grupo de trabalho montado para detalhar o projeto de criação da Agência de Inovação identificou várias atividades onde será possível desenvolver parcerias importantes. Estão sendo montados programas que ajudarão a universidade a tratar de maneira mais profissional, segundo o reitor, as atividades relacionadas. Um dos programas da Agência de Inovação será de parcerias em Políticas Públicas. O reitor lembra que universidade tem um Núcleo de Políticas Públicas, tem pesquisadores que trabalham com o tema na Faculdade de Educação, no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), há demanda por parcerias do poder público nessa área e além disso há uma forma de financiar os projetos. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) tem um programa de financiamento de pesquisas nessa área. Por exemplo, uma determinada prefeitura que necessite estabelecer uma política de atenção à criança de rua entrará em contato com a Agência de Inovação, que a ajudará a buscar o financiamento e a preparar esse projeto. Pesquisadores da universidade que trabalham com o tema serão os parceiros para propor caminhos que aquele município pode adotar para chegar onde deseja. Haverá também um programa de Parcerias Estratégicas que irá ampliar um relacionamento que a universidade já desenvolve com empresas de setores estratégicos para o país. A idéia é realizar workshop, seminário de um dia, onde pesquisadores da empresa e da universidade se reúnem e identificam temas de pesquisam onde possam trabalhar. A Unicamp, lembra Brito Cruz, já mantém relacionamento intenso com algumas empresas como Petrobrás, Embraer, Itautec, Sigma Farma, por exemplo, e deseja ampliar essas parcerias estratégicas. A Agência de Inovação terá um programa na área de Propriedade Intelectual, onde a universidade tem sido bem sucedida: é a universidade brasileira com o maior registro de patentes. "Queremos desenvolver ainda mais nossa capacidade de registrar propriedade intelectual e ao mesmo tempo desenvolver nossa capacidade de licenciar patentes." Haverá também um programa de Incubadoras de Empresas que irá estimular a criação de empresas de base tecnológica, um tema muito caro a atual administração da universidade. "Queremos estabelecer uma rede de relacionamentos com as empresas e o poder público para auxiliarmos na produção de melhores produtos, melhores políticas que levem a melhoria da qualidade de vida da população e melhorar assim a atividade de ensino e de pesquisa que a Unicamp já faz muito bem", afirmou o reitor.