Notícia

Diário de Marília online

Unesp promove 5ª Semana de Relações Internacionais

Publicado em 25 setembro 2007

A proposta de um evento dessa natureza teve início em 2003 na UNESP/Franca e vem sendo realizada anualmente e de forma alternada pelos cursos de Relações Internacionais da Universidade Estadual Paulista — Unesp, nos campus de Franca e Marília. Nesse ano de 2007 a UNESP/Marília assume a coordenação da V Semana de RI a ser realizada no período de 24 a 27 de setembro de 2007, tendo como temática "Os Novos Atores e Relações Internacionais" obtendo o financiamento de várias agências de fomento como a FAPESP, CAPES e FUNDUNESP, além do apoio material e colaboração da comunidade mariliense.

O evento conta com a participação de profissionais, pesquisadores e acadêmicos e vem contribuído substancialmente para a ampliação e a consolidação da área de conhecimento de Relações Internacionais.

Por que a escolha do tema "Novos Atores e Relações Internacionais" para a V Semana de Relações Internacionais?

Ao longo das últimas duas décadas temos observado um maior aprofundamento das relações entre os diversos países de todos os cantos do mundo através do processo de globalização. E ao mesmo tempo em que este processo tem o poder de aproximar, tem como grande característica ressaltar as diferenças. Neste sentido, o mundo, as distintas sociedades e culturas vêm se (re) descobrindo e as relações internacionais vão se tornando mais complexas diante da constatação da pluralidade.

É inegável que questões de extrema relevância no cenário internacional como o aquecimento global e outros temas relativos ao meio ambiente, o (des)respeito aos direitos humanos, os fluxos migratórios, o terrorismo, o narcotráfico e o crime organizado internacional, parecem estar mais presentes no cotidiano dos "cidadãos comuns". E o distanciamento entre o local e o global se vê encurtado forçando os Estados, governos e organismos supranacionais buscarem um novo espaço de atuação no mundo.

Vivenciando esse processo de mudança, os novos atores procuram cada vez mais estar inseridos nesse "jogo". É nesse sentido que adquirem importante papel nas relações internacionais contemporâneas figuras como: as empresas transnacionais, as organizações não-governamentais, governos de entidades subnacionais, grupos de comunidades locais, e outros segmentos oriundos daquilo que passou a ser chamado de "sociedade civil".

Dentro desse processo, a Universidade, sobretudo a Universidade pública, deve cumprir a função fundamental de esclarecer e capacitar a sociedade para que assuma seu papel e sua atuação nesse novo contexto, não apenas como espectador, mas propriamente como um desses "novos atores" que estão emergindo no mundo globalizado. E justamente atentos a esse objetivo que a UNESP/Marília e o Curso de Relações Internacionais propuseram a presente temática para a V Semana de RI.

O evento é uma promoção do Conselho de Curso de Relações Internacionais e conta com a efetiva colaboração de seus alunos e professores na sua organização e execução. Além disso, terá a participação de acadêmicos de diversas instituições de ensino superior de todo o Brasil, como PUC-Rio, UnB, USP, UNICAMP, UNESP, bem como com a presença de convidados internacionais e empresários nacionais.

A V Semana terá na Conferência de Abertura o ilustre professor da PUC/RJ Dr. José Maria Gomes abordando o tema proposto. Dois Seminários Cientificos irão refletir sobre abordando temas emergentes na contemporaneidade: "Dançando com os Gigantes: Brasil e o BRICS" e "Democracia na América Latina: populismos(s)".

Duas Mesas Redondas com a participação de pesquisadores nacionais e especialistas irão discutir "Os Fluxos Imigratórios" e "Os Atores Subnacionais".

Um Fórum de debate colocando em pauta a área de conhecimento das relações internacionais refletirá sobre as perspectivas atuais, o Ensino e a Pesquisa.

Várias Oficinas sobre o meio ambiente, crimes transnacionais, políticas comerciais e o cinema discutirão as possibilidades de importantes temas contemporâneos das relações internacionais.

A Sessão de Comunicações Coordenadas será o espaço reservado para garantir a apresentação e do debate de trabalhos de pesquisas dos alunos da Graduação e dos Programas de Pós-graduação.

A Universidade pretende, dessa forma, ampliar o debate acerca destes temas aos demais setores da sociedade e demonstrar que através do diálogo é possível que as ações locais possam refletir concretamente em ações no plano global.