Notícia

Jornal da Unesp online

Unesp padroniza citação em periódicos científicos

Publicado em 27 outubro 2009

Por Daniel Patire

A Unesp decidiu na quinta-feira (22/10) padronizar as citações do seu nome em publicações científicas nacionais e internacionais como Unesp - Univ Estadual Paulista. A resolução, que será publicada em breve, foi aprovada pelo Conselho Universitário, em reunião ordinária realizada na Reitoria, em São Paulo. O novo modelo resulta de um estudo feito pela Coordenadoria Geral de Bibliotecas, em que se verificou, na contagem, a transferência de 15% dos artigos publicados por pesquisadores da instituição para outras universidades.

Nessa padronização, foi retirada a citação em inglês, por ser uma tendência internacional manter o nome da instituição na língua original. A adoção da abreviação "Univ" também segue essa tendência, por ser igual em diversas línguas, como o inglês ("University"), o espanhol ("Universidad"), o Francês ("Université") e o Alemão ("Universität"), entre outras.

Para a citação da unidade, departamento e laboratório dos autores do artigo, foi sugerida a seguinte ordem: Departamento, Unidade, Unesp - Univ Estadual Paulista. Essa sequência pode ser alterada dependendo das exigências dos periódicos. A descrição do Departamento é opcional.

A biblioteconomista Mariângela Spotti Lopes Fujita, diretora daFaculdade de Filosofia e Ciências,câmpus de Marília, ressalta que a separação deve ser feita por vírgulas, e não por ponto final. "Nem mesmo a abreviação deve ter ponto, pois esse indica fim de período. Se colocarmos o ponto depois da unidade, por exemplo, o nome da universidade pode ser descartado."

Livros digitais

A publicação de 54 novos títulos em formato de e-books (livros digitais disponíveis pela internet) foi anunciada, na reunião do Conselho, pelo diretor-presidente daFundação Editora da Unesp (FEU), professorJosé Castilho Marques Neto. O programa de livros virtuais é uma parceria com aPró-reitoria de Pós-Graduação para a edição de teses e dissertações da Universidade.

De acordo com Marques Neto, 50% desses títulos estarão disponíveis para download gratuito. "Devemos ter o cuidado com a qualidade do conteúdo do livro, independentemente da plataforma escolhida. E a editora pretende também, com essa iniciativa, discutir o amplo acesso ao conhecimento ", salientou.

Formação de professores

"Cerca de 700 mil professores da rede pública de Ensino Básico não têm formação adequada às exigências da LDB [Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional]", disse o diretor de Educação Básica daCAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), João Carlos Teatini. Ele apresentou, na reunião, o Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica, do Ministério da Educação.

A Unesp integra as 77 instituições de Ensino Superior participantes do plano. Até o primeiro semestre de 2011, serão oferecidas 330 mil vagas em cursos de educação a distância para a graduação e a formação continuada desses professores.

Lançamento - No encontro do conselho, os professores José Gilberto de Souza e José Jorge Gebara, da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, câmpus de Jaboticabal, lançaram o livro Reforma Agrária&Crédito Agrícola - os resultados de assentamentos rurais frente à inepta Política de Crédito para a Reforma Agrária no Brasil (Procera)", pelo selo Cultura Acadêmica.

A publicação, organizada por eles e pelo professor Wirley Jerson Jorge, traz os resultados de uma pesquisa realizada em assentamentos de dez estados brasileiros, de 1997 a 1998. O estudo foi financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), empresa vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia.