Notícia

Unesp

Unesp organiza Escola São Paulo de Ciência Avançada em Fotônica

Publicado em 24 julho 2012

Estudantes de pós-graduação do Brasil e do exterior que realizam pesquisas em fotônica podem se candidatar até 28 de julho para participar gratuitamente da 1st Advanced School on Materials for Photonic Applications - Glasses, Optical Fibers and Sol-Gel Materials (Sampa). O evento é realizado pelo Instituto de Química (IQ) da Unesp, Câmpus de Araraquara, de 6 a 14 de outubro.

 

Nesse evento científico, em São Paulo, onde serão apresentadas as mais recentes novidades na área que envolve materiais capazes de produzir, transportar ou detectar a luz. A atividade é voltada para estudantes de mestrado e doutorado nas áreas de química, física e engenharia de materiais matriculados em programas de pós-graduação de universidades de todo o mundo.

 

Serão selecionados 60 estudantes, sendo 30 brasileiros e 30 do exterior. Os participantes receberão financiamento para passagens aéreas, transporte terrestre, alojamento, refeições e material de curso. O evento é coordenado por Sidney José Lima Ribeiro, do IQ.

 

O objetivo do evento, realizado no âmbito da Escola São Paulo de Ciência Avançada (ESPCA), modalidade de apoio da Fapesp, é transmitir aos participantes uma visão geral e atualizada sobre os recentes avanços científicos e tecnológicos em fotônica.

 

A programação da Escola Avançada será composta por aulas práticas e teóricas sobre temas como processamento e preparação, propriedades e aplicações de fibras ópticas, vidros e materiais sol-gel.

 

As aulas e atividades serão ministradas por alguns dos maiores especialistas do Brasil e do exterior, que são reconhecidos mundialmente por suas contribuições científicas na área de fotônica.

 

Foram reunidos os maiores especialistas de países como Portugal, Itália, Espanha, França, Estados Unidos e Canadá para apresentar o que tem sido feito de mais importante em laboratórios de ponta no mundo inteiro em matéria de materiais fotônicos.

 

Entre os materiais com propriedades fotônicas mais conhecidos estão o vidro –, que é considerado o material mais antigo que o homem aprendeu a fazer e que é utilizado em dispositivos de iluminação, como lâmpadas –, e as fibras ópticas, que funcionam como meio de propagação da luz e formam a base dos atuais sistemas de telecomunicação e de transmissão de TV.

 

Algumas das mais recentes inovações na área de fotônica são o desenvolvimento de emissores de luz mais eficientes, como os à base de diodos emissores de luz orgânicos (OLEDs), que possibilitam aumentar a nitidez e o brilho de displays de dispositivos eletrônicos, como aparelhos de TV e monitores de computador, e que utilizam menos energia do que os LEDs convencionais.

 

Os interessados devem submeter suas candidaturas por meio do site http://sampa.iq.unesp.br/Index.html

 

Assessoria de Comunicação e Imprensa, com informações da Agência Fapesp