Notícia

Jornal do Brasil online

Unesp inaugura nova unidade do Observatório Móvel de Astronomia

Publicado em 11 dezembro 2012

A nova unidade do Observatório Móvel de Astronomia foi inaugurada pela diretoria da Faculdade de Ciências (FC) da Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Bauru, juntamente com a Pró-Reitoria de Extensão Universitária e o Departamento de Física.

De acordo com a Unesp, com a atual remodelação da unidade, o Observatório continuará levando às cidades da região centro-oeste do Estado de São Paulo, em um raio de 100 km de Bauru, conhecimento e informação na área de astronomia, com contribuição também em ciências atmosféricas, em parceria com o Instituto de Pequisas Meteorológicas (IPMet).

“O observatório cumpre com a responsabilidade social da FC ao visitar escolas de municípios vizinhos e dar oportunidade para que crianças possam não só estudar astronomia como também melhorar seu desempenho na sala de aula”, disse Maria Amélia Máximo de Araújo, pró-reitora de Extensão Universitária.

O professor Olavo Speranza de Arruda, diretor da FC, destacou o envolvimento de um grande número de pessoas com o projeto. “A carreta passou por algumas reformas e é um projeto muito interessante, pois envolve alunos, professores e o próprio IPMet, que agora é uma unidade auxiliar da Faculdade de Ciências”, disse.

A criação do Observatório Astronômico no campus de Bauru teve início em 2004 com um projeto de Extensão Universitária financiado pela Fundação para o Desenvolvimento da Unesp (Fundunesp), cujo principal objetivo era a construção de telescópios artesanais.

Em 2006, por meio de uma parceria com o Instituto de Pesquisas Meteorológicas da Unesp (IPMet), houve a concessão de um prédio para implantação do Observatório Didático de Astronomia “Lionel José Andriatto”.

Em 2010, motivados pelo interesse crescente de estudantes e professores em participar das atividades propostas pelo Observatório, o grupo de astronomia do Departamento de Física apresentou projeto propondo uma unidade móvel, sendo atendido pela reitoria da Unesp nas reformas iniciais de semireboque que viria a se tornar o Observatório Móvel de Astronomia.

Durante os anos de 2010 e 2011 o Observatório Móvel visitou as cidades de Bariri, Iacanga, Dois Córregos, Pederneiras, Duartina, Itapuí e Agudos, além de Bauru.

Em 2011, o projeto foi selecionado como destaque social na quarta edição nacional do Prêmio Cidadania Sem Fronteiras, promovido pelo Instituto da Cidadania Brasil em parceria com a Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Fonte: Agência Fapesp